Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso



Quarta-feira, 05.02.14

Tenho 46 anos e um blogue com nove.

É mesmo só isso.

    Tenho 46 anos e um blogue com nove.

Há pessoas que passam, lêem, e às vezes até comentam. Sem abrir o contador diria que uma média de cem por dia.

    Tenho 46 anos e um blogue com nove.

No dia em que este blogue fez nove anos tive, não tenho a certeza, se cinco se seis desejos de parabéns e outros tantos likes, espalhados por três plataformas - aqui, no FB e no Instagram.

{Vocês desculpem, não é desdenhar a vossa assidua companhia (que eu sei que vocês até passam aqui com assiduidade) mas dá que pensar}

Não vou aqui bramir o machado de guerra, dizer que a plataforma a que sou fiel há tantos anos me podia ter dado os parabéns, não vou dizer que vou acabar e cortar com tudo, e afins. O Sapo, portando-se bem, benzinho, mal e pessimamente, tem sido o meu chão nesta coisa de blogar. E, canudo, sou uma gaja de hábitos, mudar para mim é um atrofio. Isso diz muito da minha personalidade, e diz assim - tens uma personalidade de cocó, pois diz, - estás danada, vai-te a eles, às coisas, faz a pontaria para onde achas - SABES! - que é o lugar onde deves estar. E voa. A tremer, mas vai. Cagada de medo (medo de quê, Fátima?), faz um balanço, traça um plano e vai.

Mulher, põe-te em frente do espelho, ou um espelho à tua fente, whatever. Olha BEM para ele. O que é  que vês? O que falta para te sentires inteira? É a caneta na mão direita, são as teclas na ponta dos dedos?

"A GENTE ESCREVE PARA GOSTAREM DE NÓS", diz o António (Lobo Antunes).

Pois é... pois é...

Se calhar chegou a hora de não mais.

Para balanço.

Até ver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Fátima Bento às 17:09


postas de pescada

De Eumesma a 10.02.2014 às 11:29

Olá. Venho aqui a este espaço quase todos os dias (sempre que posso e tenho tempo) e há já muitos anos e não sou muito de comentar, nem sei explicar porquê, mas não o faço. Mas não é por isso que não gosto de a ler e retiro sempre algo daqui, quer seja bom quer seja mau.
Desistir é para os fracos e parece-me que não é esse o caso. Força. A vida é uma constante batalha mas temos de lutar todos os dias para podermos aproveitar o sol quando ele aparece.

De Fátima Bento a 11.02.2014 às 15:12

A ideia não era desistir. Pelo menos per si. A ideia era tentar perceber o que quero mesmo fazer com um punhado de ideias dispersas, juntá-las, dar-lhes forma. É sabido que gosto de escrever ( e isso é um understatement).
Não vou deixar de escrever. No entanto, vou fazer mudanças. Em breve sai um post com novidades.
Obrigado pelo feedback.
B'jinhos

De Inês a 10.02.2014 às 13:03


Nem sei por onde começar.
A vida é complicada e por isso não devemos complicar ainda mais. Se o blog já lhe dá mais cansaço do que prazer, acabe com ele.
Não deve fazer isto por obrigação ou algum "dever moral" para com quem a lê. Isto deve ser um espaço de partilha, brincadeiras, desabafos, ensinamentos e tantas outras coisas que tem sido até agora. Se já não lhe apetece, feche. Comece outra etapa, com blogue ou sem ele. Não é importante (para si).
Agora, não é pelo facto de o fechar que os problemas desta vida se resolvem. Não irá ser por isso que, repentina e milagrosamente o sol aparece e as flores desabrocham e toda a gente sorri e está bem disposta .... não!
Todos temos problemas, uns mais outros menos, uns mais graves outros menos graves. Eu sei que "com os problemas dos outros vivo eu bem", diz o ditado. mas até os ditados por vezes se enganam. Ninguém (ou quase) ficará indiferente a desgraças alheias. Pelo menos eu não.
Pela parte que me toca, ficarei triste por ver este cantinho encerrar. Por me tirar estes minutinhos, quase dirários, de leitura de uma pessoa que, como eu, tem uma vida complicada, tem fantasmas do passado que nem sempre consegue esquecer, tem um túnel que parece não ter fim e a porra da luz que nunca mais se vê, mas também tem pessoas que a amam, que lhe querem bem, que se preocupam, momentos de felicidade, de brincadeira, de parvoíce. Aproveite-os ao máximo porque são esses momentos que nos dão força para continuar a lutar.
Feche o blogue se achar que não tem mais nada para dizer, mas não desista nunca de lutar, de ser teimosa, de remar contra a maré, contra tudo e todos.
Se calhar já me alonguei demasiado. Peço desculpa.
Beijinhos
Inês

De Fátima Bento a 10.02.2014 às 13:55

(Inês, porque ainda não estou a responder a comentários, ando em 'arrumações no sótão', queria pedir o teu email - se mo quiseres dar. O meu, penso que já saibas é fatima_bento@sapo.pt, se quiseres enviar o teu, faz seguir para lá. B'jinhos. Foi importante ler o que escreveste.)

De Fátima Bento a 11.02.2014 às 15:47

Vou continuar na blogosfera, sim. Dentro em breve, sai um post com alterações.
B'jinhos!

De Inês a 11.02.2014 às 17:03

E que bem sabem as boas notícias no final de um dia que está a ser muito cansativo. Obrigada. Força. Fico então à espera das novidades.
Beijinhos
Inês
P.S. A partir de agora prometo que comento. Nem que seja só para dizer YEAH! :)

 

Botar opinião


Pág. 2/2




Follow on Bloglovin

 E aqui:

   

   

 


Sou mãe

 

 

 


 

www.maesportuguesas.com



Estive aqui

 

 


Quem procura... geralmente encontra...

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728

No baú, mas sem naftalina (detesto o cheiro)