Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

26
Mai08

É da idade...

Fátima Bento

Em ocasiões como esta, sinto-me assim... do tempo da Sé de Braga, quase... mas enfim...

 

Pois é assim: no sábado prostrei-me frente ao pequeno écran a ver o 'Eurovsion Song Contest'. Já não o fazia há 3 ou 4 anos (a vitória do grupo de heavy, há dois ou três anos atrás, mesmo sem ver, pôs-me o estômago às voltas), mas este ano não tive remédio, a gaja apanhou-me de surpresa, de costas, eu a jantar à mesa dos sogros, e dá o hino da eurovisão, e eu: "É hoje! É o festival!". E pronto. Só saímos quando acabou o desfile das canções, para ver em casa a votação.

 

É que quando eu era pequena, com a tal estória dos dois canais (a preto e branco) com tempo de emissão reduzido e bandeira+hino no final, como já aqui falei, não havia grandes alternativas, e o Eurofestival era um dos pontos altos do ano. Lembro-me que me armava com sacos de amendoins (com casca, para durar mais), e estar sempre uma pilha de nervos, a torcer pela "nossa", e pela minha favorita. Inevitávelmente, começava a torcer por uma e a meio já torcia por outra, pelo "menor dos males" entre as duas mais votadas.

 

Este ano foi igual. A minha favorita era a Latvia, com os seus piratas divertidos, mas acabei a torçer pela Russia, que Brittney Spears já chega uma, e Israel estava assim um bocadinho fora de rota. Quanto a Portugal, com uma canção bonita, e tendo a Vânia um vozeirão que faz favor, saímos de lá muito bem classificados, já que a canção não era nada festivaleira (e esse sempre foi o nosso mal, só ultrapassado quando Zé Cid lá levou "Um Grande Amor", com 'adeus' gritado em quatro linguas).

 

Quando eu era miúda (lá vou eu outra vez...) brincava com umas bonecas de papel (que agora há nas lojas chinesas e na Imaginarium) recortáveis, que traziam um sem número de toilletes, também em papel, que vestiamos e despiamos com vontade. Chamavamos-lhes "bonecas de vestir e despir". E  nesse princípio, este foi um "festival de vestir-e-despir", com dois países a despirem o preto e a ficar de branco. A Georgia fê-lo muitíssimo bem, diga-se em abono da verdade.

 

Pronto, já botei oinião. Espero que quem fica baralhado com 'que-raio-de-blogue-é-este' já tenha percebido que anda à medida dos humores da escriba...

 

Escrevi, 'tá escrevido!

 

B'jinhos,

 

Fátima

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D