Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

13
Jan09

À dela!

Fátima Bento

É mais ou menos do conhecimento geral que na passada sexta feira dei o primeiro passo de uma longa viagem, quando decidi finalmente começar o projecto que adio há tanto tempo.

 

Mas, e não há como negá-lo, é algo que assusta um bocadinho. Foram anos de faz! faz!faz! e eu nepes, que quem tem cu tem medo e eu visto o 42 de calça.

 

Mas isto é tudo liminarmente ridículo, esta vida é tão éfemera que é um desperdício de tempo deixarmo-nos bloquear pelo medo (tenho de comprar o Flip, acho que acabei de dar outra calinada...)

 

E, se isso não fosse algo óbvio, no passado sábado estive com uma amiga de looonga data, e que já não via há algum tempo.

 

Conhecêmo-nos em 1987, quando ingressámos as duas no CITEM, no curso de estilismo. Fizémos o curso juntas, e formávamos um pequeno grupo éterogeneo, juntamente com mais duas pessoas: o Ricardo e a Isabel. Curso acabado, por razões que não interessam nada para aqui, o Ricardo afastou-se, a Isabel adoeceu e faleceu com leucemia, estando eu grávida da minha filha. 

 

(a Isabel foi a minha melhor amiga desde sempre, e o facto de estar aqui a empurrar o assunto às três pancadas, só quer dizer que ainda me dói, e não quero mergulhar na tristeza, hoje não, hoje não posso...)

 

A João (acredito que ela não se importe de eu usar o nome...), ficou. Como não morávamos perto, fomo-nos contatando por telefone, e bom, os anos passaram. Há dois anos, mais ou menos, andava eu nas compras no Continente e para meu espanto, estava ali a João! Ainda fui abordá-la a medo, com um "desculpe..." que às vezes as semelhanças traem-nos, mas quando ela se voltou e olhou para mim deu uma gargalhada do "desculpe..." e abraçámo-nos aos pulinhos, como duas malucas. Foi bom demais! Acontece que agora ela tinha também uma casa nesta banda, e volta e meia estava aqui, e passámos a encontrar-nos de mês a mês, ou nem isso, mas voltámos a ver-nos.

 

Até que, há pouco mais de um ano, ela me disse que tinha sido submetida a uma histerectomia, depois tinha sido feita nova cirurgia exploratória, baseada nos resultados dos exames que tinha feito, e tinha sido decidido que ia começar a fazer quimio. Quando a voltei a ver, as longas madeixas negras que a caracterizavam já não existiam, tinham dado lugar a um pente dois, pois que começava a quimio no dia seguinte.

 

Fui acompanhando as semanas in e as semanas out (as out eram aquela em que fazia as sessões e a imediatamente a seguir, semanas em que nem o telefone atendia), e eu tentava acertar nas in, para ir acompanhando o processo, e dando uma força. Às páginas tantas, baralhei-me toda, perdi-me nas semanas, e às tantas, fiquei com medo de lhe ligar, medo que crescia com o tempo que passava, medo de que não fosse ela a atender...

 

Este final de ano, enviei-lhe uma SMS, tentando não pensar muito nisso, mas apavorada se a resposta não viesse... e não veio. Até sexta-feira passada, dia 9, em que fui acordada por um telefonema dela.

 

E depois, encontrámo-nos no sábado.

 

Venceu.

 

Sem nunca ter desistido, sem nunca ter descarrilado, a João venceu. Já tem cabelo (já está bem maior que o meu, mas ela sempre teve um cabelo grandão, e eu sempre fui adepta do curto, ou, no máximo, médio), já teve autorização do médico para voltar ao ginásio, já está a trabalhar... e tem um novo mantra: "...mas estou viva!".

 

Eu -"estou mais gordinha..."

Ela -"mas estás viva, não estás? Então o que é que interessa se estás mais gordinha?"

 

E mái nada!!!

 

Há pessoas assim. Que agarram a vida pelos cornos e não largam.

 

A minha amiga João é assim.

 

Fátima

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Fátima Bento 16.01.2009

    É, estórias como esta são sempre uma lufada de ar fresco!

    Boa sorte para a tua amiga, e ela que ´~ao pperca a força, hein?

    B'jinhos,

    Fátima
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Follow on Bloglovin

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

    Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2008
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2007
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2006
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2005
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D