Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

27
Jun09

Não deve ser muito saudável...

Fátima Bento

O meu puto está no quarto, a jogar com um monte de marmanjitos como ele.

 

E ninguém me tira da cabeça que isto não é muito saudável.

 

Porque, embora eles sejam assim uns quatro ou cinco, e eu consiga ouvir daqui as suas vozes - fantástico, nenhum diz palavrões!! - a verdade é que está cada um na sua casa em frente ao seu monitor.

 

O Tomás desde que entrou de férias, só sai de casa para ir (desde que o carro veio da oficina) à natação. De resto deita-se às quinhentas, acorda ás setecentas, e está sempre online com aquele grupinho. Canudo, gastou 10 € no jogo, já estão mais que pagos, à média de utilização diária!

 

O que é que isto diz de mim? Mal, muito mal. O problema é que não tenho alternativas para lhe oferecer. Senão arregaçava as mangas, e passava uma noite sem dormir, a vigiar se ELE estava desligado. É que mesmo quando desligamos o router, ele escolhe um filme que entretanto já descarregou, e fica a vê-lo.

 

Durante o tempo de aulas, cheguei a ameaçar que tirava o cabo que ligava o mnitor à unidade, e ele acatou. Mas agora, fazer o quê?

 

Na última quinzena de Julho tem colónia de f´erias, e logo se desintoxica... e depois em Agosto estamos todos em casa, vamos à praia, e tal, e e la nave va...

 

Depois, a Inês "exige" muito acompanhamento e disponibilidade... tenho agora um ano para a ajudar a lidar consigo própria, organizar-se e ser suficientemente independente para conseguir estudar em Inglaterra.

 

Eu no meio disto tudo, não tenho muito tempo para estar com os meus botões... mas a vida não é como nós queremos, é como é. E a Inês é uma miuda espectacular, merece tdo o apoio.

 

O Tomás também é um puto fantástico, e eu sinto que no meio disto tudo, está a ficar um nadinha de lado... e eu não consigo dar mais, emocionalmente. Aqui era a vez do pai contrabalançar, mas ele não consegue entender que as reacções parvas dele são próprias da idade... de vez em quando os dois pikenos pegam-se, e lá estou eu a meter na cabeça da Inês que ele está na, como ela chama, "a idade parva", e que na idade parva, os miúdos fazem coisas parvas... e depois vou ter com o Tomás e dizer-lhe que ele deve respeitar a irmã e ser mais delicado com ela... e depois vou ter com o pai e explico que o "picanço" do pequeno à grande é natural na idade, e que ela tem de conseguir separar o que é importante do que não é.

 

E  o mais difícil de convencer é o mais velho...

 

'tou cum'ós outros, que fazem aquela oração: deus me dê capacidade para ver as coisas como elas são, força para mudar as que posso, e paciência para aceitar as que não posso mudar - não é bem assim, mas é apróximado.

 

Ufffff...

 

 

 

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D