Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

26
Jul09

Morrer de amor??

Fátima Bento

Ontem estive sózinha em casa!!!!!!! Yupppiiii!!!!!

 

A Inês ainda de férias, o Tomás no cinema (ahhhh! Foi ver o Potter!) e o maido no paintball com os colegas de trabalho (eu depois ponho aqui fotos! Ihihih!)

 

E então, estive para aqui a ouvir musica assim bem alto, sem nenhum "...ó mãe!!!!..." do Tomás, e sem a Inês desatar a fazer concorrência com as colunas do computador dela (ganha sempre, mas não lhe digam, que ela ainda não deve ter reparado). E sem um "Ó Fátima, baixa-me essa m**d@!" dito com todo o amor e carinho - não! Melga.

 

E vá-se lá saber porquê, já que as pastas estão na pen, e a aparelhagem dá o número e não o nome (e eu lá decoro qual é o nº de cada album em 4G de música?), pus-me a ouvir bandas sonoras. Comecei com o "Mamma Mia", continuei com o "Sweaney Todd", segui com o "Dreamgirls". E quando estava a ouvir o Johnny Depp a cantar

 

"There was a barber and his wife,

She was his reason and his life,

And she was beautiful!"

 

pus-me a pensar...

 

Será que ainda se ama desalmadamente, como diz o verso a bold? Será que ainda, para alguém, uma pessoa pode significar a sua razão de viver e a sua vida?

 

Por princípio, digamos.

 

Sei lá, isso baralha-me. Existe a fase da paixão, que dura de um a dois anos, e que depois, ou se transforma em nada, ou em alguma coisa mais sólida, que substitui ou complementa em grande medida o fogo ardente, o chão a fugir e a casa a andar a roda de cada vez que os nossos pensamentos se dirigem para essa pessoa. Vamos assumir que a paixão se transforma em amor, e que os dois decidem construir um futuro juntos.

 

E é possivel que isso se torne no sentimento acima descrito?

Hmmm, não me parece... Aquilo parece-me mais obssessão, ou por falta de auto-estima, transferência de nós para o outro (também pode ser  contrário, por narcísimo, achar o outro tão parecido connosco que em vez de estarmos apaixonados pelo outro, estamos apaixonados é por nós, como se estivessemos reflectidos no outro).

 

Confusos? Não estejam, que isto são arabescos que não interessam nada.

 

O que eu queria saber era quem é que acha que é possível amar assim?

 

Respostas abaixo nos coments, please!

 

B'jinhos,

 

Fátima

 

P.S: e de repente, já não estava sózinha, chegaram pai e filho ao mesmo tempo. E o Tomás foi para o quarto, ligou a aparelhagem a dar aquelas coisas que ele ouve, que desta vez até não era Red Hot Chilli Peppers, mas qualquer outra banda, e o pai foi tomar duche e ligou o rádio da cabine num volume considerável, e eu deixei de conseguir ouvir as minhas musicas dos filmes Disney. Bugger!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D