Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

05
Ago09

Harry Potter e o príncipe misterioso

Fátima Bento

Ontem lá fui ver o “Harry Potter e o Príncipe Misterioso”. Em pulgas, como toda a gente sabe, Vai a ver, a montanha pariu um rato.

 

 
 
Mas qual melhor “Harry Potter” de todos como afirmou Daniel Radcliff, o actor que dá corpo ao personagem? O pessoal andou a dormir nos outros cinco?? Tudo bem, que eles eram densos, e às tantas até nos punham a rodar o mostrador do relógio para a luz do ecran, mas foram todos muito bons.
 
Este, mais um bocadinho... e não era um filme Potter. Assim a seco e limpo: aquilo, varrida a “palha”,dava um bom filme de 90 minutos (give or take).
 
E não me estou de todo a insurgir contra as litradas de feromonas que pontuam a película; normal e perfeito no seu timing, que eles estão todos, agora, com idade para estas coisas que feiticeiro ou não, teenager é teenager. Mas o resultado deste filme revelou-se estranho, e funciona na perfeição como uma porta entreaberta para o seguinte, final, que vem em duas partes. Passaram-se coisas muito importantes, que retemos, em meio a alguma paródia, que não deixo de até de achar agradável, um bocadinha a antecâmara da obscura película final que se aproxima.
 
Interessante, e agradável se as últimas partes estreassem já, e nem daqui a um ano.
 
Bom, verdade seja dita, sempre tive dificuldade de estabelecer a ponte entre o anterior e o que ia ver na altura, dada a densidade informativa de cada um. Era quase preciso – como fizemos desta vez, rever o anterior uns dias antes de ver o novo, para não escapar nada importante.
 
Da próxima vez não vai ser necessário - este vai ficar bem vívido na memória.
 
Quem viu todos, vai ter que ver este. Quem leu os livros é capaz de estranhar qualquer coisa... mas no fim, contas feitas, vale sempre a pena ver um “Harry Potter”.
 
Mesmo que nos deixe com esta sensação estranha de nos termos enganados na porta da sala – e daí não – mas de certeza? - certezinha. 
 
 
B'jinhos,
 
Fátima

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D