Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

30
Set05

Oh, pá, que chatice...

Fátima Bento

Cá estou eu a dois dias de fazer 38 anos... e a emagrecer a olhos vistos. Tirei à bocado a aliança (coisa mais feia de se fazer) mas já caiu 3 vezes, e eu tenho medo de a perder... não sei que faça... se calhar comprar uma mais pequena? Mas já não fazem iguais, e era desperdiçar dinheiro, porque, não tenciono engordar, mas nunca se sabe! È por isso que eu não mando apertar esta... Ih, mas mete uma impressão olhar para a mão sem a dita...


Agora uma explicação:


"Emagrecer a olhos vistos", significa que estou a vestir o 42 . Ou seja, que me for conhecer no Domingo não esteja à espera da Olivia Palito, ok?


E agora está na hora de começar a despachar o puto para a escola, e ir discutir mais um bocadinho a treta das aulas de inglês para o café...


Inté,


Fátima

28
Set05

Chinelos em Outubro???

Fátima Bento

Acabei de ver a primeira ilustração do meu livro....


Ó MÃÃÃÃÃÃÃÃEEEEEE!!!!


O ilustrador é mesmo bom: na minha opinião é bom demais... bem, mas adiante.


O titulo deste artigo é o que a minha avó diria se me visse sair de casa hoje de manhã. Os chinelos que eu levei para a praia o Verão todo. Super-hiper-montes-de-confortáveis. Isso, uma saia de ganga até aos pés, e uma blusa c'um big decote + um casaquito de malha branco com duplo cursor ( mas quem diacho é que quer saber o que eu usei hoje de manhã? Duh!!!!)


Bom, o tempo - tempo de weather, não de time - tá balhelhas (mas isso nós já sabemos todos, right?). Tá um calor do caraças, e, sim, eu saí de chinelos. Ninguém deve ter reparado mas eu olhei para os meus pés vezes mais que suficientes para chegar à brilhante conclusão de que vou começar a seguir os conselhos da minha adorada ( e falecida) avózinha.


Tá calor mas é esquisito.


Prontos.


Inté


Fátima

23
Set05

Não há direito! (nem torto...)

Fátima Bento

Vocês sabem. Não 'tavam lá mas sabem que o livro e mais a Escola de Pais foi lançada no dia 12. Vocês até viram a fotografia (se não viram vão ver a dois ou três artigos atrás, que tá lá a foto escondida de nós' todos arrumadinhos', como disse a Alexandra). 'Tava lá a Senhora vereadora, duas jornalistas locais (claro, duh!) e um fotógrafo. Que fotografou. Se calhar a máquina não tinha cartão, e as canetas das jornalistas não tinham tinta... NÃO SAIU NADA NO BOLETIM MUNICIPAL!!!


Ò pra mim ofendidissima a mudar a minha opção de voto... e não estou a brincar, estou a falar MUITO A SÈRIO! Se eles não estão lá para apoiar os projectos desenvolvidos e efectuados pelos Munícipes, 'tão lá para quê?


Ih, que eu 'tou vermelha de raiva!!!!


Grrrrrrrr!!!!!


Já lá dizia o outro: Santos da casa não fazem milagres! Querias publicidade? Toma!


(...sniff...)


Amanhã eu digo-lhes!


Fátima

21
Set05

BEM POSSO SONHAR...

Fátima Bento

                           rosas.jpg


Um ramalhão de rosas. Imenso, lindo, fantástico. 38. Uma por cada ano - que eu não só não me importo de os fazer, como gosto. Mesmo muito.


Uma braçada de rosas, de cor vermelho-burgundy, ou então brancas, com aquelas "ervinhas" fininhas e compridas distribuídas cuidadosamente por entre elas. Rosas de aste longa, se faz favor, uma "pequena fortuna deitada fora", mas não é isso mesmo que nós gostamos de sentir, que merecemos uma extravagancia, só para nos deixar de olhos esbugalhados de deslumbramento, e por um segundo apenas sermos a ùnica mulher do mundo, a mais especial, a mais preciosa, a mais amada? Com um sorriso de orelha a orelha e uma lágrima no canto do olho depois de ler o cartão (que, obrigatóriamente as tem que acompanhar, com um pequeno esforço poético ou nem por isso...)


È um segundo.


Um minuto.


Uma noite ( talvez 3 ou 4 dias se forem bem tratadas e espalhadas pela casa em jarrinhas, copinhos, onde couberem...)...


...mas que vale por uma vida inteira na recordação do momento.


Será de facto uma pequena fortuna, mas qual é o preço de uma emoção eterna?


Fátima


( Já só faltam 12 dias para eu fazer anos, e só agora é que reparei...)


 

19
Set05

Isto é qué'ma vida!...

Fátima Bento

O titulo é "um bocadinho" "ó calhas" - e se querem saber o que é MESMO "ó calhas", vão ao À volta do meu umbigo, artigo 'dezarrazoamento' qu'o disparate é tanto qu'até arrepia...bem, chamar-lhe disparate é capaz de ser um bocadinho forte... foi "ao correr da pena", ou do teclado, como queiram, mas acho que é um texto que fazia as delicias de qualquer psicólogo fan de Su Doku. Não sei o que me deu mas também isso agora já não interessa nada.


E prontos, a escola os meninos começou ( yess, yess, yess!), e hoje o puto trouxe um impresso da escola que me apresentou com um "por-favor-por-favor-por-favor...". Pois, era o famosissimo inglês, e respectiva inscrição. O tal Inglês usado como bandeira de campanha do nosso 1º, e que, segundo despacho da ministra - que eu não tenho aqui, mas tenho em meu poder, portanto se alguém quiser a citação word by word, é só pedir- serviria para


aumentar a competitividade dos portugueses,


e acabar com descripâncias económico-culturais.


Daí o Inglês ser gratuito. E facultativo,


e extra curricular,


e o material de apoio custar €20,


(o que é perfeitamente compatível com familias carenciadas),


principalmente porque, ESTES LIVROS NÃO SÃO COMPARTICIPADOS (pelo menos que eu saiba) pelo ASE.


Ou seja, Parabéns Senhora Ministra da Educação.


Estamos prestes a dar um passo em frente em direcção a:


- aumentar a competitividade dos portugueses,


- e acabar com descripâncias económico-culturais.


E eu a pensar que eramos práticamente 3º mundistas, ahn???


E esta hein ó Calvin??? E Golden, como é que está o inglês no teu agrupamento?


Como é que vai estar este pais daqui a (pouco menos de) 4 anos????


Socorro!!!!!!!!!!!!!!!!


Fátima

19
Set05

...

Fátima Bento

Sabado, 17 de Setembro


Dia dos 41 aninhos do cunhado Bento. Foi giro, foi num rodizio, provávelmente naquele onde vou celebrar os meus. Mas, juro que não toco nas p***s das caipirinhas...


Ó, vocês aí em casa, nunca, se estiverem a tomar medicamentos do tipo ansiolitico, antidepressivo ou hipnótico, não tomem nunca 2 caipirinhas... nem 3... nem 4... nem 5... ( o meu marido diz que foram 6, fora  o que eu roubei aos meus vizinhos de mesa...) Nunca, nunca, nunca façam o mesmo!!!!!!!!


A semana foi de morte, mas nada justifica a triste figura que eu fiz ( básicamente na casa de banho e depois no transporte até ao carro...) que o pessoal acompanhou em caravana, não fosse eu ter de ir para o hospital...(blush, blush, blush...) Cheguei a casa, despi-me (sózinha) descalcei-me (sózinha), e ó-ó.


Bom, e no dia seguinte acordei às 7:00, fui a correr tomar um duche - bem, a correr não, que estava um bocadinho tonta... - e às 8:30 já estava na rua a tomar o primeiro cafézinho. Às 9:00 estava no Hiper a acabar de comprar o material do puto. Fresca que nem alface.


Escapei à ressaca, mas não à vergonha.... ih!


Não tentem fazer o mesmo em casa!!!! E pior, não tentem nunca fazer FORA dela...blargh!


Fátima

17
Set05

...

Fátima Bento

Segunda-feira, 12 de Setembro


Casa meio cheia...


(e já me estou a passar porque é a terceira vez que tento escrever este artigo e ele ...pufff!),


...como não tive acesso à lista de convites, por isso era dificil descortinar quem era quem...


Amigos um ramalhete bem composto, o maridão incluído, que os putos ficaram em casa sem pachorra para a 'sessão solene' - que de solene não teve nada, e foi super agradável, à semelhança das nossas aulas da formação, que começavam no ponto A e passado um bocadinho já estavamos no N, e ninguém sabia como é que lá tinhamos ido parar... pronto, para cortar curto uma história (mais) comprida, na mesa estavam, da esquerda para a direita, a Psicóloga mais doce, Luisa o meu clinico geral favorito,Batalheiro, eu, uma psicóloga, Isabel, outra psicóloga,Cláudia e o presidente da Criar-T, Fernando. 


Se está curioso, clique aqui para ver.


Bom o improviso "ao modo das nossas aulas", atingiu o seu ponto alto no inicio da apresentação do PPS... que não funcionou por incompatibilidade entre a "caneta" e o laptop. Como não havia plano B, saltamos directamente para o plano C, e a Dr.a fez a apresentação em folhas A4 impressas a cores. A seu tempo, falou o presidente da Criar-T, a representante da CMS, e a seguir, o representante do Centro Clinico da Amora... e eu no meio, qual brinde do bolo rei à espera da ultima deixa do PPS, que  nesta altura já funcionava. A deixa era esta:


  capa do livro.jpg


... e entra a Fátima, nervosa e titubeante (bom, se 30% da audiencia eram amigos, e a casa estava meia,  imaginem se estivesse cheia!). Patinei, escorreguei, resvalei, usei mal as palavras, que as que eu queria fugiam quais coelhos assustados a esconder-se nas tocas,e depois, devagarinho, lá fui ganhando confiança, e com ela alguma fluidez no discurso, e, o último terço (acho eu), correu bem. Pelo menos acabei com a explicação certa e a frase ideal.


E foi aqui que o Sr Doutor à minha direita disse que ia ler o folheto que continha a introdução do livro, ao qual a vereadora presente contrapôs - "posso sugerir que a leitura seja feita pela autora? "


E depois foi a dança:


"queres?"


"não, leia o doutor"


"não, não, lê tu (e para a assistencia), pensei que ela estava muito nervosa... isto de presunção e  àgua benta..."


Li. No fim houveram aplausos, algumas perguntas, respostas e explicações, as despedidas, beijinhos, abraços, os parabéns da praxe e...


UUUFFFFFF!


... a primeira etapa já está!


Fátima


 

15
Set05

Yeeeesss!!!!!!!!!

Fátima Bento

Amanhã começa a escola do puto!!!!!!!!!


E segunda-feira começa a escola da pita!!!!!


O que quer dizer que finalmente vou poder criar rotinas, e arranjar tempo para escrever, sem ter que fugir para o café e escrever à mão no meu caderninho favorito, com a minha lapiseira favorita (aiaiai que já lhe estou a sentir a falta...)


Mas agora vou andar atrás no tempo e escrever dois textos que já estão para ser passados para aqui... um é de segunda, e outro de terça...


Fátima

06
Set05

Ah, como custa começar sem rotinas delineáveis...

Fátima Bento

Sózinha em casa, como gosto, embora por pouco tempo... a qualquer momento os meus dois infantes voltam.


Engraçado, isto é capaz de ser perguiça pura, mas não ando nada inspirada (ó, lá vêm eles...) para escrever. A minha cabeça fervilha de ideias e mais ideias, algumas impublicáveis aqui, outras que não são para publicar, mas para FAZER, e acho que vou dar outra vez uso ao umbigo , assim que conseguir pôr os ultimos textos (que andei a espalhar por tudo o que era bocado de papel), em ordem, de modo a fazer sentido. Acho que vai dar um texto muito bonito... pelo menos nasce de sentimentos bonitos.


Prontos, agora que os putos já chegaram, e já há lista de espera para o computador, tou'ma'ir imbora.


Fátima

03
Set05

Finalmente a rentrée!!!!

Fátima Bento

Pode parecer pedante, mas é um termo do qual eu gosto, e que se efere a uma época que me é particularmente agradável. E qual 1 de Janeiro qual quê! Para mim o ano começa em Setembro, ' e mai nada!'. E é por isso que eu aopto sempre as agendas ditas "Escolares", que vão de Setembro de 2005 a Agosto de 2006 ( neste caso). Este ano a mais compostinha que encontrei no hiper é da Benetton, com a capa almofadada, às risquinhas coloridas.


Isto tudo quer dizer, FIM DE SILLY SEASON! bah, que eu já estava a deitar a praia e o dia a dia diferente pelos olhos, miudos a tempo, marido a tempo inteiro, chaganço a tempo inteiro... poupem-me!


Agora já está tudo a encaixar nas devidas prateleiras: a escola vai começar mais semana menos semana, e vou finalmente poder implementar algumas rotinas (o meu marido mandaria já com um irónico"que é isso?")


Tenho alguns assuntos pendentes, alguns com solução semi-óbvia, e outros nem por isso.


E vou ter que me engajar num projecto novo, que é fazer o meu marketing ( i.e., o produto sou  eu) porque todos os planos "profissionais" que eu tenho em mãos são todos em regime de voluntariado, e além de me consumirem o tempo, torrarem a paciencia e os neurónios ( rai's parta as mulheres, que são sempre tão conflituosas!), de maneira que vou ter de parar, pesar tudo, e avaliar com quais é que quero continuar, e de quais vou abrir mão. Este não é decididamente o caminho que eu escolhi, não desta maneira, e se HÁ UM PROJECTO QUE ME APAIXONA, vou ter que largar o resto. E este ter que é relativo, porque não só tenho, como quero. Devo simplificar a minha vida diária de mdo a poder disfrutar o projecto em que me envolveram.


Prontos.


Ninguém ficou a perceber nada, mas fiquem a saber que este artigo é catártico e me ajuda a arrumar as coisas certas nas prateleiras indicadas.


Prontos.


Agora vou jogar Collapse.


Inté,


Fátima



Fátima

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D