Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

13
Nov06

Ela há cada uma!....

Fátima Bento

Pois é.

Ás vezes  a gente engana-se.

Mas é melhor começar pelo começo... (mesmo sabendo que vocês todos - sim mesmo sabendo que já não são assim muitos... buáááá!!!  - vão achar que não há hipótese e que eu sou uma neurótica incorrigivel, viciada em auto comiseração, e etc...)

Facto é que (como é do "domínio geral "...), desde que entrei para o ISPA as desgraças sucedem-se a uma velocidade e frequência pouco normais. Ou seja, se nos dermos ao trabalho de somar os dias em que fui às aulas, a gente assusta-se. Agora se pegarmos nesses dias e tivermos em linha de conta aqueles em que eu estava REALMENTE em condições (dito isto, falo dos fármacos no sistema, da exaustão e, já agora, das dores... ), o parco numero cai vertiginosamente. 

Já agora, não descuremos todo o embrulho que envolve as criaturas que não tendo culpa disso, coabitam comigo, e que levaram com

1. Os ataques de mau humor;

2. As crises depressivas;

3. Os ataques de insegurança;

4. os 'ai que já perdi tanto que não recupero, lá vai o sonho pelo ralo abaixo'... e similares ataques de pânico.

Tendo o maior deles ocorrido na passada quinta feira, precisamente por volta da meia noite.

Tenho de situar que nesse mesmo dia de manhã aconteceu algo de que não quero falar e que me deixou ainda mais abalada. E que me levou a enviar sms's aos meus dois mais recentes "amigos", membros do meu grupo de trabalho da faculdade, a desabafar que estava a pensar em cancelar a matrícula.

E assim, tendo um trabalho de Psicologia Cognitiva para fazer e apresentar no dia seguinte, agarrei-me a ele, esforcei, tentei, tentei... e à meia noite voaram A4's pela sala, e avisei os meus colegas (via MSN), que não tinha conseguido, e que deveriam tirar o meu nome do trabalho, pois não era justo prejudicar a nota do grupo (é pá, apresentavam os meus sub-temas em branco e diziam que EU tinha falhado e não tinha feito o trabalho).

Como uma colega do grupo tinha as cópias da parte do livro com a matéria da frequência (História) da próxima quinta-feira, pedi-lhe que se encontrasse comigo durante o fim de semana onde lhe desse mais jeito, para eu fotocopiar e poder estudar. A resposta foi amanhã ou depois digo-te alguma coisa.

Até agora.

E posso esperar sentada.

Após avisar os colegas, e depois de ambos teclarem um lacónico "tu é que sabes", enviei um email à professora a explicar o ocorrido. Desse email vou citar:

 

"Juntar a minha total falta de conhecimento e burrice ao bem  feito trabalho do resto do grupo não seria justo para ninguém (e longe de mim querer prejudicar o grupo)".
Deitei-me arrasada, e, 'off claro', no dia seguinte não fui às aulas. Aliás como tinha referido, quando desejei a ambos bom fim de semana.
Por volta da 13:30h, enviei sms a ambos, a perguntar como tinha corrido a apresentação.
Resposta?
Até agora nada.
E posso esperar sentada.
Não por acaso, EU SEI como correu a aula de sexta.
(estou magoada, chateada, ferida).
Sou burra: 39 anos, já devia saber que não vale a pena confiar nas pessoas.
E se...
...na quinta-feira de manhã o que me tivesse levado a manifestar o desejo de cancelar a matricula tivesse a ver, sei lá, com uma situaçãode divórcio. Ou uma doença grave. Ou outra m***a qualquer. E se fosse isso que me tivesse embotoado o raciocinio? E se...
Estou num curso de Ciencias Psicológicas, Aqui, o importante SÃO AS PESSOAS. 
Os meus queridos colegas, e é aqui que quem teria razão a perde, não se preocuparam comigo. Com a pessoa. Preocuparam-se com A NOTA. A NOTA.
Por isso, meus lindos, eu posso até acabar o curso com um 12, enquanto eles podem acabar com 18 ou 19. Mas uma coisa eu sei:
Não vão ser melhores psicólogos de que eu.
Este curso é a respeito de pessoas, e não de notas.
E quem defender que estou errada, que atire a primeira pedra. É só clicar no link abaixo.
"Prontos"
Fátima
P.S. E pronto, lá vou eu ter de reinventar e recriar a forma de trabalhar na fac. Com p'raí duas semanas de aulas "efectivas", isto é irreal! F**k (pardon my french...)

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D