Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

07
Out08

Auto-mutilação/cutting

Fátima Bento
 Existem assuntos que me são difíceis de abordar. Mas à boleia do video que postei ontem, e que expõe a importância dos media na (de)formção das nossas crianças, não posso deixar de abordar aqui um assunto deveras preocupante, e que toda a gente finge não ver:

 

 

 

A automutilação, ou cutting, não é um problema que se passa "lá fora". Passa-se "cá dentro", e às vezes mesmo dentro de casa...

 

 

São muitas vezes gritos de socorro.

 

Patológicamente, percebemos que tem a ver com personalidade borderline e surge muitas vezes inserido num quadro de depressão

 

Tem pontos em comum com a anorexia e a bulimia, enquanto quadros de diagnóstico de doença mental.

 

 

 
 
Tanto a anorexia como a bulimia são consideradas doenças mentais, e como tal são definidas no DSM IV, o manual que consagra TODAS as doenças mentais. Se não está lá, não o é (até que seja comprovado e publicado). No entanto  a personalidade borderline vem lá indicada, como "um padrão pervasivo de instabilidade dos relacionamentos interpessoais, auto-imagem e afetos e acentuada impulsividade"
 
O manual aponta entre os critérios de diagnóstico do que também é chamado "transtorno de personalidade limítrofe"  dois que considero de extrema importância como atalhos para onde quero chegar: 
 
Ponto 3.- Perturbação da identidade: instabilidade acentuada e resistente da auto-imagem ou do sentimento de self (si mesmo). 
Ponto 5.-  Recorrência de comportamentos, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante.
 
 
Pode, como tal, derivar de uma infância traumática (principalmente o abuso infantil e violência), da inexistência de auto-estima, e até de transtornos em termos de auto-imagem. Alguns pesquisadores apontem uma predisposição genética, além de disfunções no metabolismo cerebral.
 
Ambos, depressão e personalidade borderline pressupõem  um sofrimento imenso, que é transversal a todos os comportamentos indicados: distúrbios alimentares, automutilação, e os novíssimos vigorexia (exercício físico levado ao extremo) e ortorexia (preocupação doentia com o consumo de alimentos naturais e saudáveis) - não inseridos no DSM IV.
 
 
"A automutilação rotineiramente acontece durante experiências dissociativas e traz alívio pela reafirmação da capacidade de sentir (e existir) ou pela representação de um castigo simbólico do sentimento de ser "mau"."
 
Ou não.
 
Ou é o esforço desesperado de controlar alguma coisa, de decidir algo que só depende de si próprio. Os transtornos alimentares são muitas vezes apenas isso: a luta pelo domínio, pelo poder. É possível controlar a fome, as cãibras que esta provoca, ganhar. È possível suportar a dor, e mais, sentir-se vivo através dela. Como um relato que li no Orkut, assinado por Angel:
 
"é como se a dor de viver fosse embora com o sangue"
 
Escrevi, em Dezembro do ano passado, um post sobre o assunto, "Educa...quê?"http://donadecasa.blogs.sapo.pt/81266.html ).
 
 
Soluções?
 
Fórmulas não as há.
 
Olho aberto, ouvido atento (mesmo quando estamos mais que cansados e só nos apetece mandá-los para o quarto), linhas de comunicação abertas, confiança mútua, responsabilização desde pequenos (até escolherem a roupa que vão usar no dia seguinte, aos dois anos, é um bom começo...) 
 
E costumo aconselhar que, em caso de dúvidas, ou suspeitas de que algo corre mal, marque uma consulta no psicólogo...PARA SI. Seja qual for a idade, os dramas que os consomem e que transbordam para nós, e com os quais não sabemos lidar, é sempre bem vinda uma ajuda de quem é imparcial.
 
Escrevi um testamento. Sei que havia muito mais que queria escrever, e tenho a sensação de não ter passado a mensagem que queria...
 
Mas, uma última adenda:
 
-o amor cura tudo.
 
Fátima
06
Out08

Beleza???

Fátima Bento

Estive a ler um post  " A beleza é uma carta de recomendação a curto prazo. Só pr si, oca..." num blogue a que vou frequentemente, Ramo de Cheiros (www.matural.blogs.sapo.pt), que me lembrou um video que me enviaram. O tema é até que ponto se vai atrás da imagem falsa que nos é enfiada p'los olhos dentro.

 

Atentem pois...

 

 

06
Out08

Anne Hathaway e a depressão

Fátima Bento

Tenho acompanhado o trabalho de Anne Hathaway desde os Diários da Princesa,

 

  

 

que volta e meia revejo (facto a que não é alheia a presença de Julie Andrews), e depois devorei com gosto o Diabo veste Prada

 

 

(facto a que não é alheia a presença de Meryl Streep, para mim a melhor actriz da actualidade).

 

Os desempenhos da mocinha têm sido agradáveis, talvez ela se venha a revelar uma excelente actriz, mas... a Activa deste mês fez-me cair tudo ao chão.

 

 

 

A propósito do lançamento do perfume Magnifique, da Lancôme, do qual a actriz personifica a imgem, a revista dedica 5 páginas à actriz que:

 

- Não são uma entrevista

- Não sendo uma entrevista, de onde saem as citações que ilustram as fotos?

- A serem verdadeiras as citações, a terem saído da boca da menina, burrice tem limites!!!!

 

Ora na página 41, reza o seguite texto:

 

«Lutou contra a depressão na adolescência.

"É tão negativamente narcisista consumirmo-nos com nós próprios!"»

 

Como disse??????

 

Das duas, três:  a dita NUNCA LUTOU CONTRA A DEPRESSÃO EM NENHUMA ALTURA DA VIDA, senão nunca proferiria tal barbaridade.

 

Considerar a depressão uma consumpção narcisista, é pior que cuspir na sopa ou bater na avó... a depressão manifesta-se fundamentalmente por uma total e absoluta ausência de auto-estima que redunda em tendências autodestrutivas. Não raro termina em suicídio. 

 

O que é que isto tem de narcisista????

 

Ó menina, cinja-se a fazer  o que aparentemente faz melhor, representar, ou assim, porque já lá dizia o outro, 'quando falas melhor é quando estás caladinha...'

 

(eu até percebo que se possa filosofar que o acto de suícidio será o acto supremo de narcisismo - opinião que não partilho, mas que discutiria de bom grado. Mas não me venham com tretas, qu'ela não é assim tão inteligente.)

 

E depois, o que foi, foi que alguém lhe disse que era cool ter tido uma depressão, e dizer qualquer coisa que levasse o pessoal que a ouve/lê, a não querer passar por isso. Tal como se a doença fosse assim uns Manolo's comprados com o dinheiro guardado para o supermercado daquele mês, e então, sim "É tão negativamente narcisista consumirmo-nos com nós próprios", enquanto deixamos a família a passar fome para exibirmos uns sapatos de perder a cabeça...!

 

As barbaridades que se lêem...

 

Fátima

 

04
Out08

Cubo

Fátima Bento

A minha irmã ofereceu-me um cubo de fotos, com registos dos pikenos, tirados em estúdio aquando dos aniversários dos dois.

 

Ora como a Eduarda não sabia do que eu estava a falar quando lhe contei, aqui vão umas fotos ilustrativas...

 

 

 

 

 

Agora esta, é só para terem uma ideia do tamanho do cubo... tamanho e peso, qu'aquilo é madeira maciça...

 

 

Mas foi uma prenda muit'a gira...

 

Fátima

 

 

 

03
Out08

Uau!

Fátima Bento

Já toda a gente viu o video do senhor que vendia telemóveis, e foi ao "Brits got talent", e abriu a boca e não só cantou como encantou. E que hoje, depois de ter ganho a final do idolos britânico, é considerado por muitos o novo Pavarotti (se não viram e querem ver, digam, que eu posto).

 

Esta participação é da versão 2008. A menina, Faryl Smith, tem 12 anos.

 

E mais não digo.

 

 

 

03
Out08

E já cá está mais um...

Fátima Bento

Eu estou verdadeiramente emocionada com todos os miminhos que me deram. E pensar eu que há uns dias atrás dizia que iria contar os telefonemas e as sms's que não tinha recebido.

 

Bom, sms's não recebi, agora telefonemas, emails, e comentários doces-doces, tive montanhas. 'Tou com o coração cheioooooo!!!!

 

Obrigado pois: à minha filha, que me deu os parabéns antes de eu nascer, ao meu maridão, que mos deu em cima da hora, 10:31 (passava 1 minutinho só!), ao meu filhão Tomás, ao meu grande amigo Álvaro, que me ligou, e depois foi tomar café comigo, ao Quim, à Fátima, à Rita, à D. Gina... Ao meu cunhado Bento, à minha cunhadaà minha sogra, à Ligia, ao Alexandre, à minha irmã, ao meu cunhado, à minha sobrinha Tanea.

 

Por email, ao meu amigão Carlos G.S.

 

E não menos importantes, à Eduarda, à Xana, à Dina, à Handsoftime, à Paula (Ramo de Cheiros), à Paty, à Joana, à Carmo, à ALgo (acreditas que me esqueci do teu nome? tsc tsc, que vergonha...).

 

E  agora, para quem quer saber como foi o dia, fui tomar  o pequeno almoço (pois se tinha acordado estúpidamente cedo...) e comprar a Sábado, dei uma volta na feira d'Alcova, fui tomar café com alguns amigos, e depois fui ao cinema ver o

 

"Não te metas com o Zohan" que me tinham dito que era de partir a rir mas... bem, a gente ri, mas fica muito longe de partir...

 

Depois fui ao Continente, comprar umas coisas para fazer um jantar especial, e um boliiiiinhnhooo de aniversário.

 

 

Às tantas, a minha filha telefona a contar que a prenda do irmão era o jantar. 

 

No final do jantar cantam os parabéns, abrimos o bolinho (só vendo, mesmo...) e dividimo-lo em 4 fatias.

 

(ó pra ela tão linda no final do dia e sem maquiagem nenhuma...)

 

Antes de deitar, 'inda vi o Sweeny Todd.

 

E agora 'tou prontinha a fazer ó-ó.

 

B'jinhos a todos, e obrigado por fazerem parte da minha vida. 

 

Isto sem vocês não tinha piada nenhuma...

 

Fátima  

"

02
Out08

É hoje!

Fátima Bento

(e ainda por cima, acordei estúpidamente cedo...)

 

Ontem antes de adormecer pensei como era bom hoje de manhã, ao abrir os olhos, e reconhecer o quarto de hotel em que fiquei da primeira vez em que fui à Disneyland. Era assim mais que um sonho, era uma daquelas coisas que só acontecem nos filmes...

 

Claro que acordei no meu quarto (e ainda por cima, acordei estúpidamente cedo...)

 

Só falta dizer:

 

Parabéns para mim!!!!!!

 

- A filhota deu-me duas prendinhas antes de ir para a escola: um pendente e um perfuminho de côco.

 

B'jinhos,

 

Fátima

01
Out08

Sim...escuto...

Fátima Bento

Ó pra mim a trabalhar para ganhar o prémio da mãe do ano... a filha 'tá possessa com os professores deste ano, melhor, com os métodos dos professores deste ano, e então está aqui ao lado a dar exemplos promenorizados das diferenças entre o ano passado e este ano.

 

À velocidade da luz.

 

Sem tomar folego.

 

Mas, pronto o assunto há-de acabar.

 

Acaba?

 

Ná...

 

Agora é a fome... e as bolachas que nem sal têm e a fruta.

 

E agora foi para o quarto, que tem dois trabalhos para fazer, e duas horas até ir ter com o mais-que-tudo.

 

Agora já posso falar do que queria.

 

OOOps... já não me lembro o que era...

 

Fica p'a mais logo...

 

Fátima

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D