Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

31
Jul09

Passei-me da marmita.

Fátima Bento

Eu fui às compras. Hoje fui ao hipermercado e ao Centro Comercial (aiaiai). Comecei por ir comer ao meu fast food favorito, o Ali Baba, uma donner box com molho de alho e piri piri... que é qualquer coisa...

 

Depois fui comprar os bilhetes de cinema para ir na segunda com o marido ver o Potter (até que enfim!), e desci ao piso zero. E deu-me a louca.

 

 

Ele foi mala, ele foram sapatos, ele foi lingerie, ele foram calças p'ó puto... e depois no hipermercado foram mais 200 euros. Ainda estou meio azamboada, não estou habituada a shopping sprees, nem tenho paciência para andar de loja em loja... bom, só fui a três: a Tezenis, à BG bags e à Zara (e á farmácia, e à loja dos animais, e à Game). E ao Continente.

 

Ou seja, tenho uns sapatos de morrer - literalmente, são um sonho (depois ponho foto) - uma mala bege que parece-se com um milhão de dólares e custou €12,50, um conjunto de lingerie UI-UI, e o livro do Sousa Tavares. Estou de sorriso parvo à pr'aí 3 ou 4 horas, ihihih...

 

Sooooooooooooooooo great! Bibós saldos!

 

B'jinhos,

 

Fátima

30
Jul09

Eu sei.

Fátima Bento

Os meus joguinhos também têm musica. Eu sei. Por isso é que os jogo quase sempre em mute...

 

Mas sou só eu que embirro com a musica dos Sims? Caracol (este é um truque do meu filho para não dizer c@...), cada vez que entro no quarto da miúda só me apetece partir o monitor à cabeçada. Irra! E ela não se cansa daquela gaita!

 

 

Canudo!

 

Fátima

 

 

30
Jul09

Penne no forno

Fátima Bento

Bem, fui ao minimercado - ao Minipreço - porque não fazia a mínima ideia do que havia de fazer para o jantar. E então vou contar o que comprei, quanto custou, como se faz e para quantos dá. Ok?

 

Penne no forno

 

  • Uma embalagem de penne Dia - ou macarronete (€0,37)
  • tiras de bacon (€1,47)
  • 2 latas de cogumelos laminados (um nadinha abaixo dos €0,80 cada)
  • 1  embalagem de béchamel Dia (€0,96)
  • Queijo gouda fatiado (€1,00)

Começamos por cozer o penne em àgua e sal, com um fiozinho de azeite, muito pouco. Entretanto, salteamos o bacon, e juntamos ao salteado os cogumelos escorridos e mantemos em lume baixo

 

Pré aquecemos o forno a 250º.

 

Depois de cozida, escorremos a massa, e juntamos os cogumelos, o bacon e metade da embalagem de béchamel. Envolvemos bem, e pomos dentro de um pirex.

 

Por cima, dispomos as fatias de queijo.

 

Vai ao forno a 180º durante 10 minutos, findos os quais ligamos o gratinador e aumentamos a temperatura de novo para 250º. 7 ou 8 min (até ficar gratinado) e está pronto. Quem quiser pode acompanhar com salada.

 

(foto tirada do google, mas o efeito é quase igual!)

 

Adaptações:

  • Queijo:pode usar qualquer queijo - o que escolhi tem a ver com o facto de estar em promoção. Pode comprá-lo já ralado - com a mistura de quatro queijos fica delicioso.
  • Massa: Pode usar macarronete, ou, se preferir, fusilli. Tenha em atenção que o fusilli vai agarrar mais molho béchamel, pelo que eventualmente terá de usar a embalagem inteira.

Preço: €5,40 (espero eu, que fiz a conta de cabeça...) dá para quatro pessoas, e ainda sobra para um guloso (neste caso aqui a gulosa) almoçar no dia seguinte. Ou seja: 5 refeições = menos de €1,10 por refeição.

 

Óbviamente o preço variará consoante a superfície comercial que escolher. No caso do Lidl, tenha atenção a que deverá usar três latas de cogumelos - são mais pequeninas. 

 

B'jinhos,

 

Fátima 

 

 

30
Jul09

Update

Fátima Bento

Ando desinteressante, monótona e sem inspiração nenhuma. Aqui no blogue, bem entendido.

 

Tenho andado em organizações domésticas, arrumações, escolhas - não tenho problemas em mandar coisas para o lixo- e afins. E ademais, víciei-me nuns jogos - os turbo.

 

Turbo Subs (que já acabei, e refiz uma mão cheia de vezes)

 

 

E o Turbo Fiesta - neste, bati no nivel 20, e não há meio de sair dali, porra!

 

 

Por isso, eu venho cá, eu farto-me de comentar nos blogues dos outros... mas palavra de honra ando com a inspiração de uma alforreca para escrever no meu...

 

Bom, a ver se a inspiração 'inda vem hoje...

 

B'jinhos,

 

Fátima

29
Jul09

Cinco programas de televisão de que realmente gosto

Fátima Bento

Em contraposição ao post anterior, e para que não fique no ar que (só) gosto de ver disparates, aqui ficam os 5 programas de televisão que gosto genuínamente de ver e não tenho vergonha em admitir... mas será que há assim tantos?

 

 

  1. Mentes Criminosas: o meu favorito absoluto. Só que esta tamporada acabou há duas semanas, por isso estou em fase de privação, lol
  2. Huff: Já acabou, mas era mesmo mesmo a minha nº 2
  3. Boston Legal: também já acabou de vez. Crítica social (aos Estados Unidos) no seu melhor. Ironia, escárnio e mal-dizer, atitudes politícamente incorrectas, e um caos aparentemente desordenado e delirante. Uma serie que acabou "por cima" e deixa muitas, muitas saudades. Emparelhava no nº 2
  4. A Quadratura do Círculo, na Sic Notícias. Aqueles quatro divertem-me à seria...  
  5. Salve-se quem puder: podem trocar este pelo Mental, do post anterior, sff. É um programa que me faz rir, graças ao Marco Horácio, e aos disparates que por lá pululam, mas que só "resulta" porque é verão. No Inverno os gajos não tinham audiências - eu pelo menos não tinha paciência para ver tal isso.

Pronto, agora sim, está completo.

 

Acho eu.

 

B'jinhos,

 

Fátima

29
Jul09

Mais um!

Fátima Bento

Vindo do blogue "Uma Porta de Mim Sem Chave", da Cláudia, aqui vão as minhas respostas ao desafio "Os meus 5 vícios televisivos mais idiotas".

 

  1. Dr. Phill - ás vezes penso porque diacho é que estou a perder quase uma hora a ver um senhor ultra-conservador, a dar conselhos de psicologia de algibeira a pessoas em relação às quais ficamos na dúvida quanto à veracidade do "boneco" que vestem. Outras vezes até é realmente interessante, e é perfeitamente verosímil a estória dos participantes...
  2. Na mesma onda, Oprah (o marido pergunta "porque raio é que estás a ver esta porcaria?). Aqui, salto em defesa do programa: há programas bastante educativos. Só não gosto muito dos que fazem ode às desgraças. Embora ela procure sempre a) o copo meio cheio/lição de vida em cada um ou b) nos faça pensar de forma a não chegar lá ou a sair de lá depressa. Não sei se estou a fazer sentido, mas quem vê deve saber ao que me refiro.
  3. Sem rasto - já deu, já repetiu, e continua a repetir... e quando dou por mim estou a ver qualquer coisa que já vi e não me lembro bem...
  4. Programas de makeover: head to toe, what not to wear... divertem-me, embora já não me ensinem nada. Tenho muito para aprender na matéria, mas eles batem sempre na mesma tecla...
  5. Bom, este é dúbio... Mental. Já escrevi sobre a serie, no país das palavras, e não retiro uma virgula  do que lá está. O problema é que este último episódio teve uma cena tão facilitista que eu fiqui na dúvida se aquilo era psiquiatria ou prestidigitação. Esper que não se repita, porque gosto mesmo da serie... e outra estupidez é que está a dar a segunda às 22:15, e a repetir à sexta, o mesmo episódio à mesma hora... eu sei que é verão, e tal... mas canudo, isto é gozar com a tropa!

Voilá!

 

Quem quiser sentir-se desafiado... está à vontade!

 

Eu hoje ainda volto...

 

B'jinhos,

 

Fátima

28
Jul09

baaaaaahhhhhh!!

Fátima Bento

Beeeemmmm... hoje 'tou mole c'um'ás papas. Só me apetece não fazer nada, mas se me estico em cima da cama fico a pensar em tudo o que tenho para fazer e não faço... blergh...

 

 

Eu sei, há dias assim... acho que vou tirar mais um café e ver se o turbo liga... se não ligar, vou pôr-me a ler "A arte de não fazer nada" ou "O movimento slow".

 

Mas estou a percisar de ir comprar pão e bolachas maria.

 

Ih, mas que moleza... semana X é assim...

 

Fátima

27
Jul09

Brüno

Fátima Bento

Fui ver o Brüno, ccom o Sacha Baren Cohen.

 

 

E perguntam vocês: gostaste?

 

E respondo eu: gostei.

 

E perguntam vocês: como é que é?

 

E respondo eu: com muito sexo gay, com bolinhas desfocantes que não fazem falta nenhuma, já que se tudo à mesma

 

E perguntam vocês: e vale a pena ir ver?

 

E respondo eu: boa pergunta...

 

A Inês foi ver quando estreou e veio um bocado chocada. Eu li uma critíca que enaltecia a crítica social que o filme encerrava, e como eu gosto do Sacha, gostei do Borat, achei que valia a aposta.

 

E foi um regalo ver (outra vez), a estupidez dos americanos. Bem sei que o filme não é todo passado nos EUA - mas quase - mas houve uma cena, se não fosse mais nenhuma, que me deixou agoniada. A cena em que o Brüno faz um casting, para seleccionar as crianças que vão ser fotografadas com o filho - um pretinho que ele desviou de África no porão do avião - e os pais literalmente concordam com TUDO para que as criancinhas tenham uma participação no filme. Só mostram três, o que quer dizer que devem ter havido alguns que o mandaram à m*d@, mas mesmo assim são três a mais. Uma mãe admite submeter a filha - tipo dois aninhos - a uma lipo se ela não conseguir perder o peso que o austriaco quer.

 

Chocante, mesmo.

 

Para quem gosta do género, a ver. A gente ri-se um bom bocado, mas é necessário entrar na sala com poder de encaixe... quando a Inês foi ver, houve quem saísse a meio...

 

B'jinhos,

 

Fátima

 

27
Jul09

Mesmo, mesmo, MESMO DANADA...

Fátima Bento

Furiosa.

 

Frustrada.

 

Desencantada com a raça humana...

 

Com vontade de passar das palavras aos actos se encontrasse o responsável - e eu sou tão pacifísta que até irrito... mas isto está do outro lado do meu limite...

 

Furibunda.

 

Arrepiada.

 

Nauseada.

 

Triste.

 

 

PORQUÊ??????

 

Bestas.

 

Animais.

 

Aventesmas do c@&%lh@...

 

Fátima

 

 

26
Jul09

Morrer de amor??

Fátima Bento

Ontem estive sózinha em casa!!!!!!! Yupppiiii!!!!!

 

A Inês ainda de férias, o Tomás no cinema (ahhhh! Foi ver o Potter!) e o maido no paintball com os colegas de trabalho (eu depois ponho aqui fotos! Ihihih!)

 

E então, estive para aqui a ouvir musica assim bem alto, sem nenhum "...ó mãe!!!!..." do Tomás, e sem a Inês desatar a fazer concorrência com as colunas do computador dela (ganha sempre, mas não lhe digam, que ela ainda não deve ter reparado). E sem um "Ó Fátima, baixa-me essa m**d@!" dito com todo o amor e carinho - não! Melga.

 

E vá-se lá saber porquê, já que as pastas estão na pen, e a aparelhagem dá o número e não o nome (e eu lá decoro qual é o nº de cada album em 4G de música?), pus-me a ouvir bandas sonoras. Comecei com o "Mamma Mia", continuei com o "Sweaney Todd", segui com o "Dreamgirls". E quando estava a ouvir o Johnny Depp a cantar

 

"There was a barber and his wife,

She was his reason and his life,

And she was beautiful!"

 

pus-me a pensar...

 

Será que ainda se ama desalmadamente, como diz o verso a bold? Será que ainda, para alguém, uma pessoa pode significar a sua razão de viver e a sua vida?

 

Por princípio, digamos.

 

Sei lá, isso baralha-me. Existe a fase da paixão, que dura de um a dois anos, e que depois, ou se transforma em nada, ou em alguma coisa mais sólida, que substitui ou complementa em grande medida o fogo ardente, o chão a fugir e a casa a andar a roda de cada vez que os nossos pensamentos se dirigem para essa pessoa. Vamos assumir que a paixão se transforma em amor, e que os dois decidem construir um futuro juntos.

 

E é possivel que isso se torne no sentimento acima descrito?

Hmmm, não me parece... Aquilo parece-me mais obssessão, ou por falta de auto-estima, transferência de nós para o outro (também pode ser  contrário, por narcísimo, achar o outro tão parecido connosco que em vez de estarmos apaixonados pelo outro, estamos apaixonados é por nós, como se estivessemos reflectidos no outro).

 

Confusos? Não estejam, que isto são arabescos que não interessam nada.

 

O que eu queria saber era quem é que acha que é possível amar assim?

 

Respostas abaixo nos coments, please!

 

B'jinhos,

 

Fátima

 

P.S: e de repente, já não estava sózinha, chegaram pai e filho ao mesmo tempo. E o Tomás foi para o quarto, ligou a aparelhagem a dar aquelas coisas que ele ouve, que desta vez até não era Red Hot Chilli Peppers, mas qualquer outra banda, e o pai foi tomar duche e ligou o rádio da cabine num volume considerável, e eu deixei de conseguir ouvir as minhas musicas dos filmes Disney. Bugger!

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D