Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

19
Ago09

E assim vão as férias...

Fátima Bento

A praia tem estado muito agradável. Levanto-me todos os dias antes das 8, e vou até à cozinha em piloto automático fazer a tigela de Nestum com Mel da praxe, enquanto um pensamento me vai martelando a cabeça: tenho sono, tanto sono, taaaanto sono... levo a tigela para a sala, e acabada de engolir a papa, volto à cozinha, lavo a tigela e ligo a maquina de café. Enquanto as luzinhas verdes vão piscando, eu vou pensando, devia era desligar esta gaita e voltar para a cama... ná... tiro a cápsula, meto a chávena no lugar, e carrego no botão... no turning back, now

 

E faz-se luz.: ... e perder um dia de praia? Nope.

 

Quando chegamos, algures à volta das oito e meia, a praia está vazia, e às vezes há uma brisazita que sopra. Hélas, levo sempre uma t-shirt no saco, que visto e só dispo quando o rabiosque começa a ficar quente. E então são quase duas horas de puro ídilio com o sol. Adoro sol.

 

Eu e o marido vamos juntos até à orla marítima, quando vai algum dos putos connosco, e hoje, ficámos 10 ou 15 minutos com os pés dentro de água, só porque sim. Quando voltámos para cima, parecia que não tinhamos pés - bolas, que a água há dois dias que está mesmo fria. Na toalha, fazem-me companhia revistas - hoje levei a Elle e a Happy da Agosto, a Elle já li, a Happy fica para amanhã, e o meu MP3 - farta, farta, farta de ouvir Hillary Duff, Shania Twain, Orishas e Maroon 5. Juro. Hoje mudo tudo o que está lá dentro.

 

Assim quando o sol começa a queimar na pele, está na hora de arrumar a trouxa: fechar o guarda-sol, sacudir as toalhas, guardá-las, com as revistas e o MP3 no saco.

 

Meio dia já estamos no caminho de volta. Com a garrafa de água as meus pés, é impressionante o quanto uma pessoa pode ficar desidratada numa manhã na praia. Chegados a casa, hora dos duches, de comer qualquer coisa, e depois é a bela da sesta...

 

Hummmm... delícia! geralmente com a Blimunda aos pés e Mia ao lado. Enrolada no lençol e colcha qual casulo. acordo toda transpirada, mas relaxaaaaadaaaa...

 

Depois à noite, vergonha das vergonhas, não temos visto cinema - e temos umas largas dezenas de películas para visionar. Mas ele é televisão, e esperar pelo Dexter, que me impede de ler... vou levar este mês todo para ler este livro, e vamos lá ver se não me entra por Setembro... e Setembro já não é mês para estas leituras... e ainda tenho mais três levezinhos para ler...

 

Agora estou a ler este:

 

 

E porque é que eu não o(s) levo para a praia? Porque sou um bocadinho obssessivo-compulsiva no que respeito a livros, e não quero lá dentro nem um grão de areia! Se eu tivesse a certeza que nesse dia não havia vento, até arriscava, mas assim... em casa estão lindamente.

 

E agora vai começar um episódio de "Friends" na Sony Entertainement, depois Dexter na Fox...

 

Cherioo, qu'eu vou tirar dois descafeínados, e ver as revistas de Setembro - que essas também não vão para a praia.

 

Inté,

 

Fátima

18
Ago09

A doideira do biquini...

Fátima Bento

Este ano deu a louca na mulherada na praia!

 

Mas quem foi que disse que o fato-de-banho ficou fora de moda? Ou que o biquini fica bem a todas?

 

Sao realmente incriveis, os absurdos que se veem na praia! As senhoras que deixam a barriga de avental de fora, e a cobrir a margem superior do biquini, nao se sentiam mais "aconchegadinhas" dentro de um fato de banho, e ja agora, com reforço? E aquelas que, embora nao descaida, a cada passo a barriga treme qual gelatina Royal? E nem vou falar de senhoras avantajadas - na idade e no volume - que decidem fazer topless! Eu hoje nem acreditava, o mamilo tocava no biquini! Cruzes!

 

Tudo bem, nao somos todas Kate Moss's nem Giselle Bundchen's, mas, canudo, nao custa muito OLHAR para o reflexo do espelho e VER o que nao podemos de todo usar, e o que podemos e devemos usar para nos enfatizar os pontos positivos e disfarçar os negativos.

 

Pois quem nao viu pode ver a foto desta menina na praia, esta aqui.

  • Nao me fazia mal nenhum perder 10 quilos;
  • As minhas pernas sao bem gordinhas e Flacidez e o meu nome do meio. O primeiro e mesmo Celulite...
  • Barriga-de-avental, e comigo. E como tenho colite, volta e meia e barriga-balao, mesmo...

Ou seja, sou uma mulher real. Nao pensem que nao gosto de mim e do meu corpo, porque gosto! Por isso, sei o que nao posso vestir, nem fazer...

 

E nao, nao estou de fato de banho - eheheh! Tenho vestido um duas peças, olhem, porque sim.

 

Quanto aos meus nomes, so pondo as perninhas a mexer e recomeçar a fazer caminhadas. E ja agora, a usar a panoplia de anti-celuliticos que grassam aqui em casa. Incluindo o Cellesse da Philips, que ainda esta dentro da embalagem original...

 

Por isso, meninas, deixem la a sensibilidade de parte, que neste caso nao interessa nada, e usem o bom senso!

 

B'jinhos,

 

Fatima

17
Ago09

O Chaimite

Fátima Bento

Nao sei se lembram, estou nesta casa vão fazer dois anos em Dezembro. A casa foi completamente remodelada, paredes, chão, cozinha e casa de banho de raiz, the hole deal. Ou seja, quando nos mudamos, mudámo-nos para uma casa nova, a estrear, barrada a qualquer tipo de insecto ou companhia - nem faria sentido a existência de tal isso numa casa em que tudo, do chão ao tecto, cheirava a novo. 

Passados uns quatro meses, a vizinhança começa a queixar-se do aparecimento de baratas. Vi, de facto, duas a subir - ou seria a descer? - as escadas do prédio. E a minha vizinha da frente queixou-se e as do rés-do-chão também, e eu aqui, feliz e blindada. Ate que começaram a aparecer umas minúsculas - algumas pareciam ciscos, que tinham que levar um piparote para a gente descobrir que aquele não se limpava - esborrachava-se.

E depois uma pequenita, ruiva (arrgh!!) mudou-se sub-repticiamente para o armário que divide as caixas de chá com a "aparelhagem" Bodum. Um belo dia, a levantar a porta-guilhotina, travamos conhecimento, olhos nos olhos, e antes de sequer gritar, baixei a porta, e decapitei-a. E depois, ya, gritei. 

Uma tarde, no meu quarto, estou a arrumar umas coisas e passa uma tão rápido por cima de mim que nem a vi, só senti... 

{gri-ta-riiiii-a!} 

A aventesma, pequenitates, enfiou-se ao lado da cómoda, e mudou-se para trás. Barriquei a dita com "ratoeiras para baratas" - não se deviam chamar barateiras? - e não voltei a pensar no assunto.

Repito: não voltei a pensar no assunto. ATÉ ontem.

Entro no meu quarto, para mergulhar em vale-de-lençóis, marido a lavar os dentes, e ouve-se um "Vitor...!" muito apertadinho. Que se repete, tal como a resposta, dada por uma boca cheia de Sensodyne "quêêê???" Só mais uma vez, mais baixinho, firme e hirta, do meu lado da cama - que é do outro lado do quarto, olhos pregados na parede por cima da porta "...-V-i-i-i-t-t-o-r-..."

Lá vem o gajo, e mal me vê, percebe qu'a coisa é seria. Entra, olha na mesma direcçao, e solta um "isto sim, isto é..." E eu numa incontornável fúria assassina: mata-mata-mata-ai-qu'a-nojo-qu'horror-ih-qu'eu-tou-agoniada-mata-mata-mata. E o Ghandi de serviço, vai de rasgar uma t-shirt pronta para ir para o lixo, para apanhar a "bichinha". Que entretanto tinha comido que nem uma besta, que papel e o que não falta naquele quarto, e cres-ci-do. Ou melhor, CRES-CI-DO. 

Cinco centímetros de "pouca-vergonha", toda satisfeita com o vento da ventoinha a dar nas antenas mais compridas que o corpanzil "ai que bem que se esta no campo", e quejandas.

 

E eu, já de joelhos em cima da cama, vai de dar indicações: olha que elas são muita rápidas - e aquela tinha de-fi-ni-ti-va-men-te desenvolvido umas pernas compridas (arrgh!).

Ora e para encurtar a estoria, o Ghandi de serviço, primeiro aprendeu que a carapaça e mesmo dura, e depois, que os animais - daquele tamanho ja nao era insecto - são mesmo muito rápidos. Caíu, e vuppt, desapareceu. Ele bem procurou, mas nepes.

Ora lá nos deitamos, depois de termos esperado 10 minutos que eu conseguisse voltar a mexer-me, e esta alminha pega num livro - estão-a-brincar-comigo-se-eu-consigo-adormecer-com-tamanha-bisarma-a-solta no quarto!

Passa uma hora, a Mia levanta a cabeça, eu levanto os olhos, e lá vai o crustáceo a percorrer a parede na mesma direcção. Cotovelada no marido, eis que se levanta estonteado, e... tunga, chão e goodbye ao melhor estilo Speedy Gonsalez 

O maridão volta a adormecer; eu volto a percorrer mais uns capítulos; a Mia volta a levantar a cabeça.... Eis que lá vai ela, desta vez em sentido contrario, mas junto a sanca do tecto na mesma. Nova cotovelada e "tu dá-lhe com uma coisa dura, canudo!" 

Trás, fez o chinelo na parede.

Crack, fez a carapaça no chão. 

Ainda li mais uns capítulos, não fosse ela ter criado família, e começarem a sair chaimites uns atrás dos outros. Mas nada.

Fogo, arrgh, acabou, chiça. 

 

Moral da história:

  • as baratas tem carapaças mesmo duras,
  • são mesmo, MESMO, rápidas, e
  • nada de misericórdias quando se trata de tais aventesmas.

Em principio, terão acabado os sustos. 

Chiça, juro qu'inda m'arrepia, só de pensar...

 

B'jinhos,

 

Fatima

15
Ago09

Ai vai (mais uma) BOOOOOSTA!!!!!!!!

Fátima Bento

E como as visitas ao blog (tao kidos!) nao param, acho que devo escrever um post.

 

Nova crise, esta maior que a outra, yeyyyyyy!!!!

 

Por isso:

 

 

O problema começa logo aqui: nao quero falar nisso (em nenhuma das duas crises)

 

 

E se me estou a sentir assim...

 

A verdade e que agora fui (fomos, eu e a cara metade...) "atropelada" e ninguem tirou a matricula do camiao... era um daqueles tractores com dois reboques, tao a ver???

 

E estou mesmo mesmo assim:

 

 

E isto começou agorinha mesmo....

 

Acho que vou ali cortar os pulsos e ja volto...

 

(a verdade e que uma m**d@ nunca vem so... geralmente a seguir, vem uma maior...)

 

sem b'jinhos nem acentos,

 

Fatima

 

 

13
Ago09

F*d@-**! Paciencia tem limite!

Fátima Bento

Hoje ja devo ter pegado no PC para cima de 4 vezes, aberto em "criar novo post", e nao sai nada.

 

Nao consigo falar, contar, quantificar o que se passou ontem. Foi inqualificavel, a todos os niveis. Hoje falei com a mae do meu afilhado, e deu na mesma: a moça acha que sim e que eu nao. E rege-se tudo pela mesma cartilha: eu sou a parasita que vive a conta do marido, e... caramba, nao me referindo ja a minha sobrinha, que canudo, o que e que pode originar um odio tao grande a minha pessoa? E que e odio puro e duro, daquele que e tao expesso que se sente no ar.

 

Nao me vou esquecer do confronto de ontem, nem do odio presente.

 

Nao tarda tenho a carta, e juro que atravesso o conselho para ir comprar pao, mas nao volto a andar a pe nesta terra.

 

 

Estou triste, profundamente triste.

 

Cidadao H, os meus parabens. So lhe desejo uma caganeira valente que nao o deixe sair da casa de banho tres dias. Sim, que eu sou "uma banana", mas tenho os meus limites.

 

Fatima

 

12
Ago09

Cidadao H

Fátima Bento

Ora bem...

 

Isto hoje foi um dia sui generis, logo a partir do telefonema da manha, que mencionei no post anterior. Palavra de honra que quero falar no assunto, mas estou tao atabalhoada, que nem sei porque ponta lhe pegue...

 

Ora, mas posso começar por dizer que o meu blogue tem um espiao (isto de escrever sem acentos e de doidos...). Um stalker, pelos vistos. E nao isso nao quer dizer que o meu blogue seja muita bom, ou que eu tenha g'and'as fans. Quer, isso sim dizer, que ha gente ma e mesquinha, que so quer mesmo ver o circo a pegar fogo, e afins. O que  que ganha com isso?

 

Nao sei, quem foi visado com a informaçao que decida as alvissaras que o mesmo merece.

 

Acho que hoje passei assim por uma situaçao tipo twilight zone.

 

O telefonema mencionado atras, era a pedir-me o link do blogue. Porque, devido a um post que escrevi, ha um par de dias, alguem fez chegar a informaçao (ampliada, com toda a certeza, ja que a outra pessoa  visada no post, quando confrontada com o mesmo, achou que nao era nada chocante...)

 

E dai a um confronto directo, com alguns improperios a mistura, que ouvi, foi um saltinho. Por acaso  acabei eu por fechar a conversa, digo ja que sem qualquer orgulho no argumento mais que bem metido, mas que envolveu alguem de que gosto muito.

 

Estou atordoada, doi-me a cabeça - tambem por causa do sol, todos os anos e o mesmo - e estou um pouco indisposta.

 

Mas nao posso passar isto sem deixar um ou dois recaditos ao meu querido espiao, a que chamo cidadao H, quanto mais nao seja porque cidadao X pecaria pelo corriqueiro.

 

E entao, meu caro cidadao H, e assim:

 

Nao sei, com qualquer certeza quem e, e nem sei porque cargas d'agua e que sabe-lo contribuiria para a minha felicidade: basta-me a certeza que se move na propria gosma, qual caracol ou lesma viscosa, que nao tem amor nem vida propria, senao preocupava-se com a sua, em vez de perder tempo a 

  • acompanhar o que escrevo ate a exaustao, sem que o faça por motivos ludicos; 
  • "analisar" (acho que criar/interpretar-livremente-as-entrelinhas-que-la-nao-estao, tambem aqui se aplica...) ;
  • distorcer;
  • cuscovilhar;
  • envenenar ;

E mais aquilo de que a sua vida pequenina lhe permite tirar prazer a minha conta.

 

Portanto, no meio desse veneno todo em que se move, desse lodo em que se afunda ou afundara, lhe digo: continue assim que vai longe. E preciso ser um grande homem/ mulher, para atingir as proporçoes certas do equidio vulgo cavalgadura em que se encaixa.

 

No que me toca, siga com o stalkiing, com o veneno, que para mim da igual. Este blogue existe ha quase cinco anos e ha-de existir outros tantos, pelo menos se depender da minha vontade.

 

Ah, e nao se esqueça de lavar as maos varias vezes ao dia: nao e tanto pela gripe A; trata-se mesmo de prevenir algum choque anafilatico que o contacto com o veneno que produz. possa provocar...

 

Um grande beijinho, doce e repenicado,

 

Fatima

 

 

12
Ago09

Primeiros dois dias de praia...

Fátima Bento

A praia estava fantastica! A agua, meus amores, estava de chorar por mais; eu ja nao metia o rabinho na agua ha mais de tres anos - o maximo que eu ia era ate ao joelho, e voltava para a toalha , qu'isto de sacrificios sem razao nao e comigo...

 

Ontem nadei, boiei durante mais de 10 minutos - ih o que eu adoro flutuar! - 'inda levei c'umas rebentaçoes na tromba, que foi para confirmar que a agua e mesmo salgada, e voltei para a toalha tonta que nem uma abecula, com o sobe e desce das ondas, mas feliz como uma criança... ih dia de praia bom!!!!

 

Querem ver como eu estava com um ar peacefull, querem?

 

 

 

Depois pagamos o preço: na hora de vir para casa, era o caos. Nao fossem uns senhores agentes, e ainda la estavamos...

 

Hoje fomos de manha. chegamos as 8:30h, praia quase vazia, com o calor do sol ja a fazer-se sentir. a agua nao estava tao boa como ontem, mas mesmo assim ainda me molhei ate ao pescoço, mas pus os braços de fora, que estava cheia de friiio - armada em maricas, e o que e! - e soube que nem ginjas.

 

Saimos da praia um nadinha antes do meio-dia, e nada de transito. Nao fora um telefonema que recebi a meio da manha e o que se lhe seguiu, e tinha sido melhor que a Super-bock sem alcool...

 

B'jinhos,

 

Fatima

11
Ago09

Vamos a la playa...

Fátima Bento

Ora bem, meus amigos e minhas amigas:

 

Exame feito, time to relax...

 

Se perguntarem por mim, estou aqui:

 

 

A entrada para a praia da Princesa (dentro do estacionamento da Praia do Rei)

 

 

E a propriamente dita.

 

TA-DA!

 

(1º dia de praia, a ver se nao me escaldo...)

 

B'jinhos e ate logo!

 

Fatima

11
Ago09

Acentos do c@r@tra-la-la

Fátima Bento

Eu tenho estado a por um parentesis nos posts todos... va la que no post "disciplinas" ontem a coisa funcionou...

 

Mas e assim:

 

A m***@  dos acentos nao funcionam aqui no PC. Por isso, e enquanto aqui o tecnico da casa nao descobrir o defeito, ides ter de por a deduçao a funcionar, e ler nas entrelinhas, sim?

 

Peço desculpa mas as maquinas as vezes sao... e melhr nao insultar, senao ele«a nao se cura...

 

B'jinhos

 

Fatima

 

(quanto as respostas aos comentarios, fa-las-hei a.q.p., mas ja sabem, sem acentos...)

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D