Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

30
Dez10

Quem tem medo do FMI?

Fátima Bento

Acabei de responder a um comentário no "Step in to my closet", e juro solenemente que só me apetece mesmo é falar de cosméticos, e de roupa, e dos saldos, e do que se deve e não comprar em saldos, e o que ainda se vai usar por isso vale a pena comprar já... juro, tudo assim levezinho. Estou pelas orelhas com 2011, é que já ninguém se lembra da profecia Maia, e parece que o fim do ano é mesmo já depois de amanhã, e acaba em tortura. Lenta e agonizante.

 

O pior, é que eu, que me tenho mantido muito zen, mau grado, no meu orçamento, o deve e o haver estarem separados por uns valentes euros, e todos os meses termos de fazer o número do arame e do trapézio sem rede por forma a conseguirmos fazer os extremos se encontrarem -

 

 (quem me lê faz uma ideia de mim um bocadinho diferente... eu NÃO sou a tia que vai às compras dia-sim dia-também, que vai ao cinema quando está entediada - esta, juro que gostava - e passa a vida no cabeleireiro, yada, yada. Ficar em casa a tratar dos miudos a tempo inteiro não foi coisa de dondoca; foi decidido, sim, com todos os "strings attached" - aperto de cinto, e malabarismos incluídos...)

 

- juro que começo a ficar com um bocadinho de taquicárdia quando penso mesmo no que aí vem. E ter lido o artigo de opinião de Pacheco Pereira na "Sábado" (rubrica a Lagartixa e o Jacaré, página 12) de ontem, não ajudou nada. Pois que sim, que não está ali nada de novo. Mas saltemos já um capítulo e chamem lá o FMI, ó fáchavor. Porque eu cá não acredito que eles nos penalizem mais de que a "1ª fase" de implementação do orçamento, que vai assim falhar redondamente, e nos vai deixar a subir paredes, quanto mais no plano B! Porque a política que está a ser usada neste momento - e daqui não retiro PS, PSD, CDS, CDU, BE nem (nem pensar!!!!) o Presidente da Républica - é o "a eito", no que diz respeito ao contribuinte. Nós somos a galinha dos ovos de ouro do Estado, mesmo todos falidos, mal por mal damos para vender para peças. E esta política (leiam-se estes políticos todos, direita/centro/esquerda, chefe da nação) não vai hesitar até nos ver todos desmanteladinhos, e se deles depender, só "convidam" a ajuda do FMI, quando já nem houver carne no osso... 

 

 

Não entendo, não consigo mesmo entender que diacho de servir o país e amar a pátria é este, quando avançamos com os portugueses em pelotão, crescendo da linha da frente para a rectaguarda com base nos rendimentos dos contribuíntes. Já não existe o respeito pelos mais fragilizados, os idosos, doentes, desempregados.

 

Perdeu-se a moral e a vergonha.

 

Este já não é o meu país. Com pena e vergonha o digo, esta é uma pátria à deriva, onde o comandante há muito abandonou o navio (alguma vez lá esteve?). 

 

E mais não consigo, lamentávelmente escrever...

29
Dez10

De coitadismos e ademais epítetos que nos deveriam fazer corar de vergonha...

Fátima Bento

Estamos tão, tão pertinho de 2011... que acho que devia, como penso que toda a gente andará a fazer - o cúmulo do snobismo na blogosfera, é não ler os blogues alheios, e consequentemente conjugar o verbo supor... mas eu juro que não tenho mesmo tido tempo, e com o marido de férias a dividirmos o pc, não tenho conseguido fazer grande coisa por aqui... - estar a escrever sobre o melhor e o pior de 2010 e os desejos para 2011, certo? Blergh.

 

Não me apetece.

 

Não é que 2010 tenha sido um mau ano para mim. Não foi de todo, foi um ano de crescimento e de mudança em muita coisa, que penso se consolidará no próximo ano. Teve momentos terríveis, e momentos pacíficos. Também teve os seus laivos de felicidade, toques de cor numa imagem a preto e branco, sol a descobrir num dia cinzento e carregado (tá-m'a dar p'á poesia). Mas terá acontecido o mesmo a quase toda a gente, a uns mais, a outros menos, a uns mais amarelo, a outros mais laranja, mas, se tivermos capacidade para analisar os últimos 12 meses a frio vemos que todos crescemos, todos passámos por momentos muito maus, por momentos bons, e todos tivemos os nossos toques de cor em dias a preto-e-branco.

 

E desenganem-se se pensam que 2011 vai ser melhor. E será pior tão só e apenas se o deixarmos.

 

 

Já sabemos que vamos ser espremidos que nem laranjas até desfazer a casca. Sim, e daí? Vamos andar sem tusto. Pois. Vai haver fome. Já há fome. E nós, os que conseguimos comprar um pacote de esparguete de marca, se passa-se-mos a comprar dois de marca branca, e entregassemos um a quem sabemos que precisa? E se cortassemos nos cafézinhos, pusessemos o valor num pote, e usássemos para aquelas pequenas coisas que nos fazem felizes? Idem (mesmo muito, muito idem) para o tabaco. Reduzam, pessoal, reduzam!

 

Não estou para aqui a pregar cidadania, mas só a dizer que andamos todos de mãos na cabeça a gemer com a crise que aí vem...

 

Nós.

 

Os que acabámos de gastar mais 100 MILHÕES DE EUROS este Natal que no ano passado.

 

Pois.

 

Por isso não vou dizer que o primeiro-ministro, o ministro das finanças, e restante cambada, mais o c@r€£&%$# que os f"/$% são uns filhos da p$&@, como todos já sabemos.

 

Vou dizer que somos todos uns lunáticos que andamos a brincar ao faz-de-conta-que-a-crise-não-é-comigo. O despertar vai ser amargo.

 

Mas não nos esqueçamos dos que ainda têm menos de que nós.

 

Por aqui me fico. Com estômago às voltas.

25
Dez10

Natal 2010 - o menos stressante Natal da história

Fátima Bento

E eis senão quando estamos em dia 25 à noite, o que quer dizer que o Natal... já foi. Ou está quase a ter ido. E foi muito agradável, sem azáfama em excesso, e sem qualquer tipo de atritos familiares.

 

Como imagem geral, posso dizer que não decorei a casa, nem sequer fizémos árvore de natal na avó. Porque a senhora não estava para lá virada, e a casa é dela; e porque eu 'tava para lá de cansada, desde que a Inês chegou que andei num virote. Mesmo ontem, entre rechear dois peitos de perú, acabado de coser um de linha e agulha, saí para ir buscar a Inês à cabeleireira, e apanhei montes de transito, e chuva a potes. E regressadas, recheei o segundo peito e costurei-o, tendo acabado o preparado, mesmo antes de sair para voltar para casa, no final da noite, com o envolvimento dos mesmos com fatias de bacon após barrados com mostarda de dijon 'à l'ancienne' e atando-os com guita.

 

E então o jantar de ontem foi o sacrossanto bacalhau com batatas, ovos cozidos, couves, e montes de sobremesas  (comemos todos salada de fruta feita pela Inês, e o resto por lá ficou). Depois foi a abertura dos presentes, sem hora marcada, mas com toda a gente bem disposta. Montes de pequenas coisas, todas escolhidas com carinho e atenção, que deixaram toda a gente contente.

 

Fotos de ontem: não há. Verifiquei a máquina, as baterias... mas não confirmei se tinha o cartão de memória. Guess what? Não tinha. 

 

Kaput.

 

Hoje levei máquina, mas entre protestos de cada vez que o flash disparava, fica uma foto para a prosteridade:

 

 

 

Sim, estou toda enroupada que a sala, mesmo de aquecedor ligado é brrrrrrrr, frrrrriiiiaaaa...

 

So, voilá. Querem saber das prendinhas, seus curiosos? As habituais cuequinhas azuis da passagem de ano, chocolates, a prenda-deste-natal, que vai ter direito a um foto-post, o wii yoga, o livro do Sepúlveda, um casaco em pied-de-poule, uma t-shirt "my daughter went to London and all she got me was this lousy t-shirt", uma esponja de banho da Ovelha Choné, um porta-chaves com um urso Paddington vestido de guarda real... e um presente-símbolo: uma esferográfica da Universidade da Inês, acompanhada da seguinte frase, sem aspas: ó senhora escritora, a senhora escreva. Prontx, de cda vez que lhar para a coisa... atiro o frio-na barriga para trás das costas... e atiro-me de cabeça. Finalmente, para os dois, uma caixa almofadada com utensílios para escanções-amadores, e... uma garrafa de porto. A segunda, c'était pour moi, que j'adore porto.

 

E se não me falha a memória, foi isso.

 

Mas o melhor mesmo, foi  o convívio, e estar toda a gente bem disposta. Infelizmente, o meu sogro estava dó-dói {#emotions_dlg.ill} com gripe, e foi ó-ó cedo {#emotions_dlg.sad}.

 

Hoje, foi o almoço de perú como a consoada de sempre, e eu comi salada de frutas e arroz doce. Não coube cá mais nada. 

 

Mas foi um bom, muito bom natal {#emotions_dlg.heart}. E o vosso?

24
Dez10

MMEEERRRRYYYYYY XMAS!!!!!

Fátima Bento

A TODOS OS QUE AQUI PASSARAM, PASSAM E HÃO-DE PASSAR, UM FABULÁSTICO NATAL, COM TUUUUUUUUUUUUDDOOOOO DE BBBBBOOOOOOOMMMMMM!!!!!!!!!!!!
Recados

 

B'jinhos muito grandes a todos os que gostam de moi e aos que não gostam, também!

23
Dez10

Lembram-se?...

Fátima Bento

... daquela que aqui disse, muito cheia de si, que tinha despachado as prendas todas num dia, e coiso e tal? Pois, já voltou ao Fórum duas vezes. Hoje, foi por causa do c@#$%»# da nespresso, e mais das p@t%& das cápsulas. E tudo porque o dia de S. Receber se atrasou, e tunga, oh para ela a bater com os costados no Centro Comercial e, agora ao fim da tarde, no Continente. Pesssoal: 'tou morta. É oficial.

 

Estaideis a ver cum'eu tou com ar de morridinha da silva????

Levei a Inês e uma amiga comigo, para despacharem as últimas prendas, e tirei a senha para café. Depois fui a Sephora, à H&M (claro que ainda descobri mais quaisquercoisita para ofertar...), e marquei para retirar a penugem por cima do lábio com linha. Doeu cum'ó caraças, mas valeu: nem uma sombra, que, quando tirocom cera, é omnipresente. No entanto, como estou naqueles dias, pode ter sido por isso que me doeu tanto.

 

Mas pronto, hoje ainda cortei o cabelo (amanhã ou depois mostro como deve ser...), levei o resultado das análises do puto ao médico...

 

Bom, tou morta.

 

Ponto parágrafo.

22
Dez10

Revistas e minced pies... e ELA, claro!!!!!!!

Fátima Bento

E a Inês chegou, bem e de saúde, pouco passava das dezoito horas. Muitos beijos, abraços... lágrimas népia (lamento muito desiludir os emocionais-a-quem-foge-para-a-lagrima, mas aqui é tudo mais emocionais-a-fugir-para-a-extroversão que outra coisa...). As gatas ficaram eufóricas - juro!

 

A gajinha vinha linda, um mulherão. Adespois da adrenalina acalmar, de dar as revistas à mãe (quem viaja e não me traz revistas arrisca-se a dormir com o cachorro... e nós não temos cachorro {#emotions_dlg.sarcastic}), lá se ligou à net para falar com os amigos, e foi "apagando"... "apagando"...

 

 

 

...e acabou por se ir deitar para a nossa cama - **quando se forem deitar acordem-me...** - e o pai não teve coragem, e ficou a dormir no sofá. Vai daí dormimos as três na cama - sim que a Mia já tem lugar cativo - onde ainda está a descansar (parecendo que não, foram 12 horas de viagem...)

 

Daqui a pouco há-de começar a romaria: avô, padrinho, combinar com a madrinha para os sobrinhos cá virem para receber os presentes de nós todos... e depois, à noite, vai sair com os amigos. Entretanto ainda vamos tomar café à pastelaria onde, cada vez que vou, lhe mandam um beijão...

 

A gajinha já cá esta! Pena que domingo se vai embora... mas bora lá aproveitar os minutos todos ( e as deep filled minced pies que ela trouxe, e que "já lá vão" cinco... é pá, vinham esmigalhadas... mas a outra caixa de 6 está incólume, a ver se sobrevivem até sexta ({#emotions_dlg.angel})... eheheh...

21
Dez10

Olhem para cima!!!!!!!!!!!!!!

Fátima Bento

06:43h - "Tou a embarcar para o 1º voo. Ta a correr td bem ;) " (via SMS)

 

09:02h - "Vou daquianada embarcar para faro, se quiseres ligar é agora (...) Devo chegar la pras 6 da tarde a casa" via SMS, enviada de Newcastle.

 

Portanto, se estiverem no Algarve, olharem para cima e virem um avianito da Easyjet, é capaz de trazer a Inês dentro.

 

 

People, é logo, é já logo!!!!!

 

Chiça, parto difícil! (é que eu nem aqui disse nada mas ela já estava a contar nem vir...)

20
Dez10

Belo início de semana...

Fátima Bento

E a semana podia ter começado pior? Com certeza que sim. Mas eu estou possessa c'um'ás coisas possessas. Dormi de tarde - com as gatas por companhia, e já estou  arrependida de ter saído da cama.

 

A Inês parece que é possível que consiga eventualmente chegar amanhã. A ver vamos se o weather se põe de acordo.

 

Aqui por estas bandas está tudo bem disposto... e capaz de tirar a paciência a um monge budista. As queixas são sempre as mesmas, e, francamente, já enjoa, eu já tenho estas caracteristicas há mais de 20 anos. Se gostava de ser diferente? Ah pois gostava. Gostava de calçar outros sapatos, gostava. Mas a verdade é que esta sou eu. Ao longo de 43 anos, fui-me fazendo assim ao empurrão, ao encontrão, ao pontapé... e esta sou eu agora. Quem gostar gostou, quem não gostar, gostasse. Já estou farta deste amargo de boca, de culpa nem sei bem de quê.

 

 

Fónix, deixem-me em paz!!!!!

 

Yá, é Natal, é Natal!

 

Blergh.

 

 

19
Dez10

Voo da Inês cancelado! Ai que não chegamos ao Natal c'o coração no sítio!

Fátima Bento

Ai neve! Ai nevar é chover, só que é muito bonito! Blá, blá, blá e quejandas... eu ontem no MSN com a Inês, esta na cozinha (que é a sala da casa) e volta e meia entrava alguém "damn snow..." e p'ó pc: "hi mom!"  (tantos filhos qu'eu arranjei) "it's snowing like hell!"

 

Dia todo a acompanhar a reuters, como estão os aeroportos, os voos, e o pior segundo a minha filha era chegar ao aeroporto, mas iam dormir em casa de um amigo do namorado que é junto do mesmo, já que este trabalha lá, pelo que não se tinham de preocupar com estradas cortadas.

 

 

Atão, pois... hoje de manhã acordo com o telefone, Inês no aeroporto, voo cancelado, reschedueling só para 28 (afinal consegue-se para 24), vai enfiar-se num comboio e vem de tchu-tchu. À velocidade do caracol, mas vem. SE conseguir lugar. SE os comboios estiverem a circular. E deixem que coração de mãe vos diga, com ela a voar,  estou eu descansada, mas com ela de comboio, com este tempo, não fico. Mas enfim, não posso alterar nada, por isso, be still my beating heart, e vou esperando notícias...

 

 

Fónix! E eu a julgar que logo à noite já estavamos todos aqui em casa!

 

ÚLTIMA HORA: No comboios. A pensar em vir de carro - ai que me dão três-coisinhas-três más!!...

 

Força filha, que hás-de cá chegar! Se fôr a 24, a gente vai-te buscar ao Pragal, no problemo!

 

18
Dez10

E estamos todos de parabéns!!!!!

Fátima Bento

Faz um aninho que o 'cagalhoto' me adoptou, do outro lado da estrada, quando eu ia buscar um frango para o jantar... minhau, minhau, agudíssimo, e eu, 'olha um presente de Natal!' E não sei quanto tempo depois de eu andar com o coração nas mãos, ei-la que já é gente! A noite de Natal foi uma alegria, com ela a exigir a atenção de todos, apesar de ainda muito doentinha...

 

 

E hoje, num momento de sosssssseeeeeegoooooo...

 

 

Para quem quiser lembrar a história, pode ir aqui. 

 

Para quem não 'tá com pachorra, ó p'ra ela quando acabou o primeiro (e único) banho, mal entrada a orta da casa: 

 

 

Continua a ser o presente do ano. É a alegria da casa.

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D