Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

06
Abr11

[As minhas impressões sobre a entrevista do Primero Ministro no dia 4, ou,] A BOLA AINDA É MINHA, SÓ JOGA QUEM EU DEIXAR

Fátima Bento

Não vi, infelizmente, a entrevista do Senhor Primeiro Ministro do actual Governo de Gestão, em directo - nem sabia que ia dar, aqui a habitualmente bem informada Fátima! Por isso, ontem pedi ajuda no Facebook para encontrar maneira de a ver e, (obrigada Marta!) acedi ao link, e visionei a pérola...

 

E a minha impressão sobre a mesma resume-se, em primeiro lugar, a algumas questões:

  • Quem fez a selecção dos jornalistas que o entrevistaram? Comecei por ficar aliviada por não ter de voltar a ver a Judite de Sousa a babar-se abundantemente em frente ao Sr. Eng., mas, caramba, podiam ter enviado alguém com algum reconhecimento mediático! Assim, eventualmente, o senhor entrevistado ter-se-ia contido um nadinha e mostrado algum respeito - ou se calhar, não...
  • Foi necessário o senhor se demitir para dar uma entrevista em São Bento? O senhor entrevistado defendeu lindamente o facto de saber que jogava em casa - casa que não quer largar nem à porr@d@...
  • Eu devo ser assim como a loirinha do Sapo Music Box, porque não percebi... não é suposto uma entrevista ser composta por perguntas e respostas? O que eu vi esteve mais perto de uma batalha campal de que de outra coisa...

E agora, tendo em conta as premissas acima, assisti a uma entrevista ao Senhor-Primeiro-Ministro-do-actual-Governo-de-Gestão  onde, em primeiro lugar, saltou à vista a arrogância que o senhor tinha escondido sabe deus onde, a má educação, a deselegância - mesmo tendo-me sentido por momentos, a loirinha do sapo, eu sei que elegância não é vestir fatos no valor de dois ou três salários mínimos, ó engenheiro! - e a má educação assim rasteirinha, rasteirinha. Assim daquela que dá vontade de pregar dois pares de estalos para se pôr no sítio.

 

Quanto à mensagem da entrevista, foi passada a que o tipo quis, apesar de não no clima que gostaria. PORQUE não havia hipótese, qualquer hipótese de o desviarem daquilo que ELE QUERIA DIZER. Mesmo que isso não tivesse grande coisa a ver com a pergunta feita.

 

A criatura dever ter pensado que os dois jornalistas iriam eventualmente jogar ao "policia bom/policia mau", e que a jornalista do sexo feminino estaria ali para compôr as quotas... e como saia que não baba quando encara com tal figurão, ou é burra, ou é burra, o gajo assumiu a única conclusão que tal raciocínio lhe premite. E tentou "emparelhar" com O jonalista. Debalde, que dali também não vinha o feed back de que se achava digno merecedor, e o tipo começou a perder a paciência. E como todo o bom chauvinista achou que seria mais facil humilhar A jornalista, e se bem o pensou melhor o fez, re-pe-ti-da-men-te. Tão repetidamente como apresentou a " nova-cassete-do-costume ", a crise política -a precipitação da crise política é devida ao chumbo do PEC - que não é quarto é terceiro, se a senhora se tivesse informado sabia isso, são uns bandidos, uns maus, ó mãe!, agora querem batatinhas, não há cá batatinhas p'a ninguém, quero lá saber deste país, o que eu quero é ganhar, como o Cristiano Ronaldo, não gosto de perder nem a feijões - e EU-faço-tudo-por-Portugal - e quero lá saber se entrar em bancarrota entrou, podem enterrar-me mas as últimas palavras que direi é que foram eles, malvados, ladrões, vigaristas, sedentos de protagonismo e poder que levaram o país à falência, o que é que interessa de a dívida publica do nosso país duplicou desde que fui eleito para o primeiro mandato?,  - claro que o TGV é para avançar! - querem apanhar-me mas não me apanham, ora essa, vou abaixo, mas

se o país não é para mim, não é para ninguém, vou ao fundo mas levo tudo e todos comigo. Prontx.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D