Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

11
Jul11

Já o Clint dizia: "c'mon, make my day..." - e a idiota... fez! ou CHÁ, PRECISA-SE!

Fátima Bento

 

Sabem que aqui a menina anda com os nervos à flor da pele, o coração ao pé da boca, e todos os lugares comuns que vos ocorrerem... pois, é caso para dizer que não é boa ideia atirar um fósforo para perto do bidon de combustível... mas como eu não tenho um letreiro na testa a dizer qualquer coisa como "cuidado qu'ela morde", às vezes as coisas acontecem... e são mesmo, mesmo apropriadas...

Ou seja, hoje tive hipótese de destilar um 'cadinho de veneno para quem estava mesmo mesmo a precisar de uma dose valente dele... {#emotions_dlg.evil}

 

Então foi assim (é que estória merece mesmo ser contada como deve ser...)

 

Desci ao estacionamento para guardar as compras que tínhamos feito na bagageira do carro - duas crianças já nos ocupavam as mãos, obrigado, e entrei no elevador no -2, juntamente com outra senhora que carregou no 2, piso para onde me dirigia para me juntar à minha amiga e às crianças. E eis que o ascensor pára e entra um par de jarras, mãe e filha, seguido por uma senhora (que poderia ser avó da mais jovem) que entra com alguma pressa, antes que a porta fechasse. As duas carregam na tecla -1, e a última chegada prime a tecla zero. Entretanto a porta do elevador começa a fechar, chega a meio, abre, e assim sucessivamente. A mãe olha para a última senhora que tinha entrado e diz-lhe: "a senhora ESTÁno piso zero". A senhora vacila, incrédula com o comentário e nega. Intervenho: a senhora está é na zona de acesso, SE NOS CHEGARMOSum bocadinho para a frente a porta já fecha". Voilá, oh surpresa.

 

O elevador começa a subir e a senhora refuta, apontando para o visor: "está ali claro, estamos no piso 1"! A filha da outra lança um suspiro capaz de acordar um morto e de me esbugalhar os olhos. A senhora continua como para si "então eu não sei onde estava!" e a filha da outra vai abrir a boca, mas eu adianto-me: "Por acaso, MAS SÓ POR ACASO, o piso seguinte ATÉ É O 2", enquanto me viro de costas. E a rapariga " eu só não sei é por que é que esta gente* anda de elevador!"

 

Salta-me a tampinha.

 

Saio do ascensor, e viro-me para ela:

 

- A boa educação é uma coisa muito bonita e faz falta. Infelizmente não se vende nas lojas, podia ser que fosse possível comprar alguma! Mas não, não se vende nas lojas..."

 

A utente que entrou comigo no -2, sorri enquanto sai ao mesmo tempo que eu. Não sai um som daquelas boquinhas. A porta fecha.

 

11
Jul11

Dia 'B', e a escolha da leitura para o'D'...

Fátima Bento

Quem tem acompanhado a odisseia que comecei por aqui relatar quase por código, mas que agora já posso referir como envolvendo o meu pai, dado neste momento não ser segredo, sabe que hoje amanheceu como o dia 'B'. Isto quer dizer que faltam dois dias para a cirurgia, e, bom, apesar do João me ter tranquilizado Q.B. na passada sexta-feira, a verdade, é que o sistema nervoso parece uma turbina... por isso, hoje decidi ir passar uma boa parte do dia a 'apanhar ar na moleirinha', com uma amiga e as duas filhas. Isto tudo porque o segredo é que o tempo passe BEM depressa.

 

Assim fomos à Fnac, para eu escolher um livro levezinho para me fazer companhia no hospital, juntamente com o caga-tacos, já que não estou muito inclinada a levar este menino em que vos escrevo (quanto mais não seja, porque o outro é mais pequeno e leve...)

 

Daí, andei perdida ente prateleiras de estórias, à procura de uma coisa leve e agradável para fazer as horas parecerem mais curtas. Levava na ideia um Sophie Kinsela, "A Fada-do-Lar", que me dá ideia que pra ser mais leve, só se fora feito de esferovite... peguei no exemplar, mas continuei na busca de um qualquer Santo Graal, que este não me cheirava a mais-que-praia, e não era bem isso que eu queria... acabei, meio sem querer, por tropeçar neste:

Foi amor à primeira vista, ganhou a aposta, o prémio e acredito mesmo, mesmo que não me vai fazer arrepender.

 

Mas... mas porque eu sou incorrigível, e coiso, e tal e coiso, eis senão quando trouxe também o amado, ansiado, e mais todos os epítetos que se consigam lembrar e que tenham a ver com desejo e paixão...

Esta compra, vai valer só por si um post. É que este senhor, à primeira frase faz-me deambular em reflexões que me deixam apaixonada pelo racíocinio que me provoca... mas isso fica lá para dia 'E', ou 'F', ou assim...

 

Quanto ao Kinsella, voltou para a prateleira. É que não há hipótese... não tenho mesmo arranjo...

08
Jul11

É caso para agradecer, meu amigo!*

Fátima Bento

Nos últimos dias tenho-me sentido assim:

 

É que as entranhas revolvem-se todas, e eu tenho a sensação que está tudo a ser feito ao contrário, e de forma pouco clara... não é bem teoria de conspiração, mas que estou muito desconfiada com tantas reticências, estou.

 

No entanto, um amigo acabou de me tranquilizar um bocadinho... virou-me o funil ao contrário, e fez-me ver a coisa de outro ângulo. Pode ser que sim. Eu já fiz tudo o que podia, e continuo a fazê-lo. Vou estar ao lado dele, e tudo o mais que puder. Quanto ao resto, entre alimentar desconfiança ou dar um leap of faith, e acreditar que o cirurgião é capaz e bem intencionado, não ganho nada em agarrar-me à primeira hipótese. A cirurgia vai ter lugar na quarta-feira, e há que largar o negativismo, quanto mais não seja porque não ajuda ninguém.

 

Por isso,bora lá descontrair, melher, faz meditação, arelaxa-te e acredita. Acredita que vai tudo correr bem.

 

É meio caminho. Acredita nisso.

 

(aiaiaiaiaiaiaiaiai)

 

*muito embora eu saiba que não vai ler isto, já que tem mais que fazer...

07
Jul11

Hanna, o filme...

Fátima Bento

Esta impressão é tirada a seco, sem anestesia e sem ter lido uma única crítica a respeito. A serio, até tenho medo de escrever sobre o bendito do filme...

Ora bem, é um filme europeu. Co-produzido com a indutria americana, mas é europeu. O que de si será uma chancela de qualidade, sim? Ou pelo menos de diferença, certo?

 

Em termos de diferença, não há dúvida. O filme não mexe à velocidade estonteante de Hollywood (o que não é nenhum pecado) inclusive às vezes arrasta-se penosamente (o que já é). Kate Blanchet magnificamente contida (e mexida, plásticamente falando - e é que não havia necessidade, melher!) e, claro, Saoirse Ronan, indelével (assim como os seus incríveis olhos azuis).

 

Agora, que dizer do filme? Fiquei um nadinha baralhada com a pertensão do realizador: estaria a apontar a um público mais jovem, quando introduziu  adolescentes no plot - e a cena de 'namoro', que logo após sorrirmos nos faz pensar, que diabo, isto não é uma comédia, como se comprova, aliás, por darmos descanso a esses músculos da face até ao final do filme.

 

Bom, para resumir, que hoje não estou com grande vontade de escrever, não consigo categorizar o filme. Não consigo apanhar nada nas entrelinhas, nem nenhuma "moral da estória". O filme deixou-me, às tantas, sem saber em que posição me manter na cadeira, e a rodar o mostrador do relógio, a tentar ver as horas... 

 

Eu já tinha a ideia de que era um filme-pastilha-elástica: mastiga e deita fora. Mas saíu-me o tiro pela culatra: mastiga, mastiga, mastiga, mastiga, mastiga, às tantas engoles, e depois regurgitas...

 

Vê-se? - Vê.

É bom? - ...

Vale os €6,20? - Olhem ainda estou a chorar os meus...

 

Se tiverem intenção, vão ver - mas não digam que vão da minha parte, ok?

07
Jul11

Caramba, que quando estamos em baixo, é tudo a dar em cima...

Fátima Bento

Ontem acabei por me deitar de tarde. Apesar de não saber, estava uma ventania que não convidava nada a ir à praia, e cinema, ou coisa do genero, nem pensar. Por isso, fui dormir.

Entretanto o marido chega ao final da tarde, e encosta a porta do quarto para a luz não me incomodar (que kiiidooo). Levanto-me dez minutos antes dele sair para o ginásio pra estar um bocadinho com ele... mas é que  não foi preciso mais tempo...

 

Chiça, resumido dá nisto: " blah, blah, blah, o frigorifico tem de ser limpo, blah, blah, blah, quando é que limpas o frigorífico, blah, blah, blah, e agora abri-o e estava a pingar, vê lá tu, a pingar!..."

 

Justifico: "Hás-de reparar que ele tem uma placa de gelo na parede do fundo, e ao abrirmos a porta, o gelo vai derretendo, e como a agua não tem para onde escoar (o orifício está entupido), pinga! Se calhar", aventei, "as borrachas estão largas..."

Bom para encurtar a estória, ele foi para o treino e eu rumei ao gigante branco. Neste momento está limpo (mas o orifício de escoamento continua entupido, mas isso eu deixo para a 'ametade' tratar no fim-de-semana). Pedi uma pizza para o jantar (ontem era o dia dos 50% de desconto), e dei o dia por encerrado.

 

Não vale a pena pensarem que não fiz mais que a minha obrigação: eu sei que assim foi, e é. Mas há dias/fases, e dias/fases. E  nesta fase que estou a atravessar, deixem-me estar a marinar a incerteza e a tristeza à minha vontade, senão vou-m'abaixo das canetas. Passar o dia sem o gajo, e quando ele chega, sabendo como estou, desatar a mandar vir, diamos que... não é nada terapêutico...

 

OK????

06
Jul11

Ai

Fátima Bento

Pois e é que o senhor não quis ouvir uma segunda opinião e marcou a cirurgia para a próxima quarta-feira.

Estou até com dificuldade em respirar, já virei meia caixa de sorbet de manga - e só não a virei toda porque já só havia metade... debato-me agora com o que fazer, face à espiral em que a cabeça entrou: deito-me e durmo o resto da tarde ou agarro em mim e vou até à praia? A segunda opção é mais saudável, qu'isto de me ir fechar num quarto semi-escuro não dá saúde a ninguém... estou mesmo agoniada.

 

Mas o melhor é respirar fundo e deixar a coisa andar... isto sou eu a ser racional, mas acreditem, neste momento são mesmo só palavras... cada célula do meu corpo está revoltada. Intuição? Eu sei lá se é intuição!?! Acho que isto é tão próximo que a minha bússola está avariada sem descortinar o norte.

 

Se calhar fazia-me melhor sair de casa, mas acho que vou mesmo desligar ali para dentro...

 

E PARA QUEM ACHA QUE TENHO UMA G'ANDA VIDA, NÃO ACHAM QUE SE ESTIVESSE A TRABALHAR, AO MENOS NÃO FICAVA A DAR CIRCULOS CONCÊNTRICOS DE PREOCUPAÇÃO? Hãn????

05
Jul11

Semelhanças e diferenças entre amor e paixão...

Fátima Bento

Esta aqui é o 'meu bebé', é assim como um amor dentro do coração (olh'á poeta, lolol)... não digo mais nada que parece que bebi um mojito a mais (mas nem a mais nem a menos que se acabou o gelo... grrrrr...)

 

Já esta é a minha paixão assolapada. Não há palavras para a descrever! O meu psi diz que ela é uma gata terapêutica (que as há, e ele lá sabe, até é casado com uma veterinária!), já que não era possível acordar de mau humor e ficar assim muito tempo. Agora que está maiorzinha, se eu estiver em baixo, ela fica triste...

 

 E esta é a estação do ano d'as sornas: e elas não se fazem rogadas!

 Até as duas kidas abaixo levam o dia a xónar:

 

É qu'eu gosto deste pessoal todo, não posso viver sem nenhuma delas (yup, tudo femeas!). Gosto de cada uma da sua maneira =o)))

05
Jul11

Tatuagens, e afins...

Fátima Bento

À bocado, falava-se no blogue da amiga Raiozinho de tatuagens, e eu mencionei a tatoo que a Inês fez, dias antes de fazer 20 anitos. Como por aqui ainda não puz a foto (pois, pois, mãe desnaturada e coiso...), ei-la, no dia em que tirou o penso (acho que 24 horas depois de a fazer, por isso - e porque a pix foi tirada com a webcam) a definição não é das melhores...)

Vêem-se bem as marcas do adesivo.  Para quem não consegue perceber/ver, é a mão de um zombie a segurar numa bobine de filme, que se estende ao longo das costas, e cada frame vai sendo tatuado como os achievements da gaijinha

 

Eu, por meu turno, quero fazer esta:

ou (e inclino-me mais para) esta:

Também gosto desta ideia, mas para a nuca, a fazer uma onda para a esquerda:

 

A gatita, é para tatuar no interior do tornozelo esquerdo - a perna que habitualmente fica por cima quando as cruzo, e por isso, a tatuagem fica exposta...

 

O que acham?

04
Jul11

Leituras de férias...

Fátima Bento

Na pergunta inspira-me de hoje, pedem uma sugestão de leitura para as férias... Já aqui falei no incontornável Homer, e não me vou repetir.

 

Por isso, em vez de sugestão, vou dizer o que eu vou ler: em primeiro lugar,

e logo a seguir (tamanho de bolso, fica lindamente no saco de praia!)

 

Ando entalada a ver se acabo de ler estes... o primeiro, comecei a ler no avião, e nunca mais lhe peguei...

E este abaixo, fui lendo, e parei no momento em que, depois de ter sido atingida na cabeça com uma retrete em chamas, vinda de um vaivém espacial que se desintegrou ao entrar em contacto com a atmosfera, a personagem central do livro acorda e vê que é uma... formiga...

(estou com dificuldade em convencer-me de que não há nada mais importante de que acabar este livro... =o/ )

 

Para o regresso de férias, não podendo ainda antecipar os lançamentos próprios da época, há um livro que eu quero mesmo, mesmo, MESMO ler:

Para além do livrinho, no saco da praia irá sempre uma revista, para não variar muito...

 

Voilá!

 

(clicar sobre as fotos liga à fnac.pt, e à pagina de cada um dos itens mencionados)

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D