Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

31
Dez11

Desejos para o ano em que os samoeses e os australianos já estão

Fátima Bento

Tenho um. E um ponto um.

Então, primeiro o um:

De quê? De tudo o que for preciso.
De acabar aquilo que começo.
De começar aquilo que adio.
De acreditar nos meus sonhos e agir em conformidade.
De dizer não.
De dizer sim.
De tanta coisa...
e,
1.1
Desejo muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito ter o meu escritório (pois esse desejo remete um bocadinho para o de cima, daí ser o um ponto um, derivado do primeiro, e não à parte...)
Entre outras, por estas duas razões:
Razão # 1:

Razão # 2:

Ou seja: é difícil uma pessoa se conseguir organizar de pc ao colo no sofá. Mais difícil ainda é fazê-lo quando o colo é tomado de assalto pelas ladies da casa, que sabem perfeitamente qu'aqui quem manda são elas. Acreditem,tanto no elemento de prova A como no B, é extraordinariamente difícil teclar com elas em cima.

Por isso, quero um escritório.

- Primeiro, vai dar uma trabalheira dos diabos, mas que já está a ser adiada à tempo demais.

- Segundo, vai-me custar €80+entrega (duas Billy brancas na Ikea, para colocar uma parte dos livros que pululam pelos quatro cantos desta casa)

Por isso, este é o meu desejo para 2012: ser capaz, começando por 'ser capaz de amanhar o raio do escritório'.

Prontx.

31
Dez11

Resoluções? Resoluções...

Fátima Bento

Ora bem, esta é a epoca em que fazemos uma lista cheia de boas intenções, que nos prometemos a cumprir, e que é desta é que vai ser...

  • vou finalmente perder os 10 quilos que não me deixam vestir aquelas calças (aqui para estas bandas não se aplica. eu com menos 10 quilos meto medo ao susto...)
  • a) vou inscrever-me no ginásio e não vou faltar uma única vez ou b) vou começas a fazer caminhadas todos os dias, religiosamente (hmmm, a segunda aplicava-se aqui à nina, se estivesse para aí virada...)
  • vou comer de maneira racional - para quem não quer, obrigatóriamente, emagrecer. Um clássico, dado que no final desta semana estamos todos enjoados e enfartados de tanta gordura, açucar e coiso...
  • etc, etc, etc.

Eu decidi: não tenho resoluções de ano novo;tenho uma, só uma, que se assemelha mais a projeto que a uma resolução: este ano quero, preciso vou aprender a GOSTAR DE MIM. O resto, a vir, virá por consequencia, seja esse 'resto' o que for.

Para quem estiver a magicar 'sempre achei qu'a gaja tinha uma auto estima à prova de bala, ...', digo já que não é bem assim, mas que também não ando aos caídos pelas sargetas da autocomiseração. Falarei nisso noutro post, noutra altura.
Mas esta é a minha decisão para 2012.
30
Dez11

Prontx!

Fátima Bento

Esta é aquela altura do ano em que fazemos a resenha do que acaba, não é? Pois a verdade é que não tenho grande vontade. 2011 foi um ano muito bom, ou muito difícil, consoante o ângulo de onde espreito (e estou, obviamente, a falar no MEU ano). Terá, assim, sido um bocadinho como os outros todos, entre o deve e o haver destas coisas da vida e afins.

Terá sido, sem qualquer dúvida um ano importante, em que investi de auto-descoberta, em que tirei tempo para estar a sós comigo própria.

Portanto, o saldo foi positivo.

Agora buga lá em frente, que atrás vem gente...

29
Dez11

... por volta das...

Fátima Bento

Saí de casa (ver título) 11 horas, cheguei a casa (ver título) 17 horas... pelo meio, fui ao Fórum, ao Jumbo, ao Pingo Doce, ao ELeclerc, ao Continente e ao Lidl. Para além disso, ainda dei um saltinho à H&M - e comprei 'ma túnica (p'a muita gente é vestido) de veludo devoré em preto por €10, que me vai fazer entrar em 2012 de roupixa nova, o que não estava no argumento deste filme. E desbloqueei o telemóvel do puto, e troquei o MP3 do marido - os despojos da troca foram o CD da Aurea e outro do Sergio Godinho =o)))) - e tutti e tutti e tutti.

Agora digam-me lá: por que cargas de água e que só há lulas limpas - por acaso inteiras, que eu ate gostava que fosse em argolas - no Continente? Bom, eu fui aos outros toooooodos para evitar o Continente, mas não tive outro remédio senão bater lá com os costados - estive para cima de meia hora só para conseguir estacionar o carro! Irra!

Entrei em casa e rugi: se alguém diz que andei a passear, parto-lhe os dentes todos! Ó senhores, até almoçar almocei no carro, para não estar a perder tempo à procura de mesa! À conta da adrenalina, lá 'andei p'á frente, com a sensação de ter uma rolha em cada ouvido, e com uma passagem obrigatória na parafarmácia para abastecer de paracetamol, que a febre às tantas deu-me um coice.

Ah, bendita cafeína, se nao fossem os cafézinhos, tinha 'ficado pelo caminho'.

Já avisei: o que quer que seja preciso ir buscar amanhã a qualquer-local-que-se-assemelhe-a-um-super-ou-hipermercado-já-para-não-falar-num-centro-comercial, vai lá um dos gajos, que eu RE-CU-SO-ME.

Para esse peditório, em 2011, já dei. Sair de casa, só para lavar o Rocinante e dar-lhe de comer. Mái nada.

Prontx.

28
Dez11

Stalked!!!!!

Fátima Bento

Tenho andado a ser perseguida à perto de duas semanas. Discretamente, embora às vezes se fizesse notar de uma forma um bocadinho insidiosa. Mas como eu sou uma rapariga toda dinâmica (ihihih), a verdade é que lhe tinha conseguido escapar, consecutivamente. Ao levantar, espreitava-me, e eu sabia-o, mas tomava o meu café quentinho, e desandava a mexer-me - têm havido sempre coisas para fazer, sítios onde ir, e tutti, e tutti. Por isso andei sempre dois, três, ou meia dúzia de passos à sua frente, pelo que nunca houve realmente perigo.

Mas hoje foi diferente.

Hoje decidi parar de correr, ou sequer de me mexer muito. A ida ontem ao Fórum a modos que me deixou pra lá de cansada, e anunciei à noite: amanhã não saio de casa - e não saí. Acordei com ela em cima, a apertar-me a garganta... com tal força que os ouvidos doíam lá no fundo e os olhos picavam de maneira que mal os podia abrir. Ainda tentei enxotá-la, e primeiro tomei o meu cafézinho, e tal, toda blasé. No entanto quando o Tomás apareceu na sala a perguntar se alguém queria chá, entreguei os pontos e dei-lhe vitória: sim eu queria um chá, para me acalmar a dor de garganta...

Sempre de mão na garaganta, a apertar o roupão, o Vitor deita-me um, vê lá não morras para aí! (os gajos às vezes são tão giros, tão giros, tão giros!!!!). Passado um bocadito, já dizia: vai mas é deitar-te. E eu fui. E dormi profundamente a tarde todinha, assim tipo inconsciente, cheínha de frio debaixo de duas mantas polares e dois edredãos E com um pijama polar (que eu uso quando estou em casa mas que dispo quando me deito, qu'aquela coisa é quente c'um'á m*rd@). Às tantas lá me levantei, fiz o jantar com ar de quem está a cumprir penitência, e depois deixei-me ficar muito xugadinha aqui no sofá, de volta do teclas.

Amanhã, recomeça a corrida: Fórum, trocar o MP3, Continente, Pingo Doce e Lidl, comprar os ingredientes que faltam para o jantar de sábado, levar o puto e um amigo para se encontrarem com outros amigos...

De maneira que hoje entreguei os pontos, mas amanhã temos luta.

27
Dez11

A semana das trocas

Fátima Bento

Eis-nos na semana que separa o natal do ano novo - que também pode ser chamada d'a semana das trocas, dado que é a corrida às lojas para trocar o que não-gostámos-assim-tanto / nos-deram-em-duplicado / já-tinhamos / vinha-avariado-ou-com-defeito, ou qualquer coisa do genero.

E por essa razão, hoje passei uma manhã bastante cansativa numa fila lenta na Fnac para trocar o MP4 que tinha oferecido ao marido, e cuja embalagem vinha incompleta, por outro que lhe tinha parecido mais interessante. E agora vou ter de lá voltar e trocar este pelo primeiro, porque este não é tão-bom-quanto (jura? por alguma razão eu tinha comrado o outro, duh!), além de anunciar que tem 8G de memória, quando afinal só tem 1G, mas é expansível até 8 (não podiam pôr a informação na embalagem, pois não? Camelos...)

Mais, porque sou uma mocinha cheia de sorte, ofereceram-me um cartão-presente de €20, e eu fui a correr comprar um livro que está em destaque em tudo quanto é revista, e que se chama "O desafio das 100 coisas".

Estou em pulgas para o ler, mas antes disso quero ler o "click" que o maridinho me ofereceu, com os dizeres 'aqui vai mais um empurrão'... pois. Pois. Pois...

Mais para ler tenho também o já qui mencionado "A minha vida em 23 posturas de yoga", e o "Retrato do escritor enquanto corredor de fundo", do Murakami.

Tirando leituras, tenho uma mão cheia de coisas para fazer, projetos para criar e coiso e coiso e coiso...!

Tenho de me sentar e pôr as ideias todas em ordem, determinar prioridades, e organizar-me, que senão acabo por não fazer nada de jeito...

26
Dez11

Dia de Natal

Fátima Bento

E o dia de Natal foi assim: almoço em casa dos sogros, e o meu pai veio jantar cá a casa. Pelo meio, dormi uma sestinha mas antes, o meu filho tirou-me uma foto com o telemóvel novo, para memória futura. onde é que já se viu estar vestida desta maneira num dia de Natal? Parecia primavera!

Sim, estou mais gordinha. Não, não estou a precisar de perder quilinhos, gosto de mim assim. E a barriga é das castanhas fritas, qu'aqui a je, no que toca a castanhas, é uma besta...
26
Dez11

A noite de Natal por estas bandas, foi assim:

Fátima Bento

Deixem-me lá pôr a 'casa' em ordem... a última coisa que escrevi foi sobre a ementa da noite de Natal. Correu lindamente, peru no forno e banho com ela... quando a famelga chegou ainda estava na cabine. Depois foi só fazer os acompanhamentos (demorei à volta de meia hora), e às 21:00h estávamos todos à mesa. No finzinho eu e o Tomás empratámos a sobremesa, com direito a frutos silvestres frescos e hortelã, mais uns arabescos de calda de chocolate, et voilá. Cafezinho au chocolat a seguir e estávamos arrumados - nem pensar em voltar a comer durante o resto da noite!

Nesta altura, grande rebuliço: a Inês no Skype, primeiro em privado com a avó, enquanto o resto do pessoal acabava os 'cafézes', e depois live no jumbotron p'á família toda. Deu para matar saudades, mas só um nichinho.

E hora das prendas, que ela fez questão de nos ver a abrir os presentes que enviou: ao pai, um UFO telecomandado com que ele que anda a tentar matar as gatas do coração, coitadas, e a moi, uma eau de parfum Chanel nº5, cheiinha de significado, e um postal com um texto de derreter as pedras da calçada que deixou o meu coração com mais asas que se tivesse bebido uma palete de Red Bull! P'ó mano bilhetes para ir passar uns dias a Londres, aquando da Comicon. E off she went, fazer o jantar para ela e para o namorado - eram 11 da noite, que a mocinha tinha estado a trabalhar...

Nós por aqui começámos a abrir presentes.

E não é que ninguém percebeu que o embrulho TAMBÉM É um presente? Olh'aí os meus embrulhos (iguais para todos os presentes dos cá de casa, para a famelga toda pesente - Inês desculpa, mas os teus foram enviados antes de me dar para os trabalhos manuais...)

Estes embrulhos começaram a ser pensados em Maio quando fui a Londres: foi de Chinatown que trouxe os jornais em cantonês. Depois pensei em fazê-los com arame (em vez do cordão), e fazer uns caracóis, e espirais com o mesmo, pondo mais contas. Depois, comprei placas de barro nas cores vermelha e verde para fazer contas em diversos tamanhos, e enfiar no arame. Entretanto, de tanto 'andar de montanha russa' nas últimas semanas, acabou-se-me a paciência, e prontx, usei guita e contas que tinha comprado por serem giras, para eventualmente fazer qualquer coisa com elas. e saíram os embrulhos mais bonitos que já fiz - isto, claro na minha nada modesta opinião.

Quanto aos presentes tenho a dizer duas coisas: dei os que desejava dar e recebi mais de que costume, e cheiinhos de significado e emoção, que é mesmo, mesmo, mesmo o mais importante. Não vou aqui fazer a 'montra das prendas' que isso no interessa nada, a não ser a moi e a quem os recebeu. A pikena, terá levantado hoje os dela na estação de correios de Waterloo, mas ainda não entrou online.

E foi assim, a noite de Natal. Foi um Natal diferente, sem decorações, em que a árvore foi esta:

Só faltou uma estrela no topo...

Temos pena.

24
Dez11

Jantar de Natal - as receitas

Fátima Bento

O jantar de Natal vai ser, como é habito e costume quando é cá em casa:

Peito de peru com bacon e frutos secos

1 peito de peru
6 tiras de bacon
1 dl de vinho do porto
1 colher de mostarda
100 g de margarina
8 tâmaras
60 g de nozes descascadas e picadas
6 alperces
30g de pinhões
Noz-moscada qb
Sal e pimenta qb
 
  1. Retiram-se os caroços às Tâmaras e demolham-se no vinho do porto, juntamente com os alperces.
  2. Dá-se um golpe a todo o comprimento no peito do peru e tempera-se o interior com sal, pimenta e noz-moscada.
  3. Escorrem-se os frutos e picam-se. Juntam-se as nozes grosseiramente picadas e os pinhões, recheando o peru. É cozida a abertura.
  4. Tempera-se com pimenta moída na ocasião, e barra-se a carne com a mostarda.
  5. Colocam-se as tirinhas de bacon e a peça é atada.
  6. Num tacho de fundo espesso, derrete-se a margarina, e aloura-se a carne por inteiro.
  7. Transfere-se para um tabuleiro refratário, e leva-se ao forno (pré aquecido) a 180º durante cerca de uma hora (ou até estar cozido) regando, de quando em vez, com o vinho do porto onde anteriormente se demolharam os frutos secos.
  8. Retira-se o fio à peça e corta-se esta em fatias.

 

O mencionado perú será servido com:

  • castanhas fritas (deixo descongelar, e fritadeira com elas. Nada de sal)
  • couves de bruxelas glaceadas (são cozidas como diz na embalagem, e depois derreto uma quantidade razoável de açucar escuro com um nico de água, e transfiro-as para lá. Deixo glacear uns minutos, e tranfiro para a travessa que vai à mesa)
  • arroz árabe (frito dois ou três dentes de alho picados, em azeite, e junto o arroz em cru e deixo fritar um bocadinho. Entretanto já com a chaleira em ebulição, "ajunto-lhe" a água fervente, e o arroz - thai ou oriental - e deixo cozer 8 minutos. Então, adiciono as passas de corinto e, dois ou três minutos depois, os pinhões. Desligo quando terminado, e se for necessário, escorro. E vai para a travessa de serviço).

Este é o aspecto com que espero que fique:

E a sobremesa: brownies sem farinha da Nigella (receita aqui, em inglês, não encontrei tradução, depois faço-a, se alguém quiser), servido com gelado de baunilha e frutos do bosque, e calda de chocolate...

 
24
Dez11

C'um c@coiso...!

Fátima Bento

Eu sei que isto não é nada natalício, mas to f@dicoisa até à medula! Lembram-se do que eu escrevi aqui? É Mintira! A porcaria da encomenda que ela ia levantar era de uma room mate, e depois chegou outra, que a levou hoje a gastar 6 horas em transportes (yá, Londres está para cima de caótica), para chegar lá e descobrir que

a) também não era dela

b) não havia nada na estação em nome dela.

Portanto, ou o carteiro a levou com ele na ronda, ou ainda não chegou a Londres. A minha menina vai passar o Natal sem presentes! 3 dias úteis, filhos da put@! Ladrões!

Eu tinha dito o quê, o quê?

Para os CTT acabou o jogo.

E ás tantas meto o Royal Mail no mesmo saco, que não dá para descortinar muito bem se nesta estória quem nasceu primeiro foi o ovo ou a galinha...

Não me conformo.

NÃO ME CONFORMO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Pág. 1/6

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D