Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

02
Jun13

E, no dia mundial da criança...

Fátima Bento

... o meu "velhote" fez uma valente birra. Eu sei que ainda me vou rir disto, mas neste momento sinto-me a ser espremida entre duas paredes em movimento.

Ahhhh!

Até aqui, todos os dias tenho ido ao hospital: uns dias dou-lhe o almoço, outros o jantar (cozinhado pela minha mãe). Por necessidades obvias, tem sido sopa passada, mas hoje começámos com a comida sólida. O jantar foi uma cagada de primeira 'deselegante', porque ele não se conseguiu sentar e... bom, o resultado não foi bonito de se ver.

Entretanto, as duas manas andam a ficar cansadas, e os respetivos Rocinantes não colaboram nas rações diárias. E, adicionando a minha medicação, com tanta atividade e movimento, eu fico sem energia, e a família 'queixa-se'.

Ok, já comes sólidos, amanhã comes comida do hospital, e mais valia terem-lhe espetado uma faca no coração.

E uma birrinha seguida de uma chantagenzinha? Hein? Comigo resultou. O homem está com desejos de almoçar bacalhau amanhã, quer que eu lhe leve uma dose de restaurante, e que lha deixe.

Sou sincera, se me dissesse que estava com desejos de comer tal isso no momento em que lhe liguei ontem eu tinha ido a correr - por alguma razão foi aqui a miss-papas-moles, a encarregada de lhe ligar a dar a notícia. É assim que eu sou. Se para dizer que não, é um castigo, para dizer que não ao meu pai, é uma meia dúzia. Obviamente que o que lhe disse foi que tinha o almoço de família de domingo e não podia estar em dois sítios ao mesmo tempo, e ele "...e a tua irmã?" E

ZUUUUUTTT

fugiu tudo, eu esqueci-me, fiquei em branco, eu lembro-me lá do que a minha irmã me disse, e

deixa estar, não te rales, eu levo aí o bacalhau, mas depois venho-me embora, só volto para estar um bocadinho contigo depois de almoçar.

E ele exultava, parecia um puto a quem tinham oferecido a coisa que mais queria no mundo. 

OK.

Agora só tenho de arranjar um restaurante que venda bacalhau para lhe levar amanhã.

E esperar não demorar muito a voltar a casa da sogra, senão levo porrada.

Eu devia ser duas - a serio, um clone dava jeito. E já agora, uma de nós podia não sofrer da puta da depressão que me fragiliza.

Bem, as coisas são como são, e prontx.

´Má nada!

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D