Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

18
Jun13

Os meus fins de semana são uma animação....

Fátima Bento

As segundas-feiras são, para mim, o dia mais bazaruco da semana. Desde sempre, mas agora então, às segundas estou com-ple-ta-men-te apanhadinha. Só quero que me deixem em casa a trabalhar com as costas: roçá-las nas paredes, encostá-las  no sofá, esparramá-las no colchão... estão a ver a coisa.

Os fins de semana nunca foram uma coisa muito entusiasmente, mas agora, ainda pior: sábado, dilema: passo umas horas - como de costume - com o pai no HGO, ou passo mais tempo com o marido em casa? Na segunda hipótese, vou ao hospital, levo o jantar de casa para não ter de esperar pelo do hospital, deixo-o comer, dou-lhe os medicamentos que as enfermeiras entretanto me vêm entragar para ele tomar logo a seguir, dou-lhe-um-beijinho-e-até-amanhã e zuut.

Domingo.

Levo o almoço, quanto mais não seja porque ganho uns minutos. saímos daqui ao meio dia e um quarto, meio dia e vinte, repete-se a rapidez do jantar da véspera, porque à uma hora é o almoço semanal de família (e não conseguimos chegar a horas...). E depois, digo ao pai, olha, logo à noite não posso vir dar-te o jantar que é para estar com o Vitor e o Tomás, vais ter de pedir às senhoras para te ajudarem. Dou-lhe-um-beijinho-e-até-amanhã e zuut.

Depois disto tudo, 

Segunda

(paz, please, paz)

Ao entrar na unidade, cruzo-me com uma enfermeira que me diz: o seu pai hoje está muito 'zangado'.

Mal chego ao pé dele apercebo-me do teor da zanga: tinha 'levantado voo', e estava, mais uma vez a alucinar. 

(isto vai soar mal mas penso: boa, MESMO o que me faltava...)

A partir daqui segue-se o jogo apanha-me se puderes: ele fala, eu tento entender e situar, o que diz, tento chegar ao "local" de onde ele 'está', e trato de o puxar para a minha realidade. De inicio é extenuante, mas depois ele vai ficando cada vez mais no AQUI, e eu lá descanso entre as paavras que leio, e as que uso para lhe responder.

Vem o jantar, janta relaxado, dou-lhe a medicação, e venho-me embora com calma.

E pronto, hoje é terça. Aqui vou eu.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D