Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

11
Out13

valter hugo mãe

Fátima Bento

Há bocado escrevi no facebook

 
 
por acaso nem estava a pensar em quem, e no que vou escrever a seguir. Mas adequa-se.
 
Há-de haver por aí muito boa gente fartinha de me ouvir citar e louvar o António Lobo Antunes. Mas aturem-me lá mais um bocadinho: ele disse, há uns tempos, uma coisa parecida com isto, 'quando escrevemos um livro, ele só é nosso até ser editado, ao ser comprado pelo leitor deixa de nos pertencer', a história, tal como 'o livro, passam a ser dele'.
 
Eu acho que esta ideia deveria ser a pedra basilar de qualquer escritor. O seu juramento de Hipócrates. Porque quem for ler o que escrevi vai colar-se a momentos, pequenos nadas, passagens, de maneiras tão dispares quanto as vivências de cada um.
Não há, nem pode haver, um direito de propriedade sobre o texto, a frase, os dizeres de um livro, um capítulo, uma pagina, uma frase, uma palavra que seja.
Não é meu.
É de quem o lê.
E a sombranceria, a arrogância,  perdoem a liberdade literária, a cagança, com que alguns autores ocupam o pódio naquele momento em que o livro é lançado, no centro daquela fogueira de vaidades, é uma coisa que me transcende, irrita, enjoa.
valter hugo mãe, cujo 'a desumanização' aterrou na minha mesa da sala, e que tenciono ler nas duas ou três horas que me deve demorar, é um bom exemplo daquilo que um escritor não deve ser.
A sua postura no lançamento do referido livro mostrou-me tudo a que um autor se deve furtar.
Com prémios, sem prémios, vaiado ou aclamado, a verdade é só uma.
Temos todos a nossa medida, que não se altera consoante a altura da pilha de galardões acumulados - e cuja atribuição só nos deveria fazer sentir mais pequeninos, mais responsáveis.
E no fim, mesmo no fim, não sabemos mesmo nada, o filosofo bem o dizia...
 
 
(nada do que disse acima tem qualquer ligação com a lei de proteção de direitos de autor, e com o não à cópia. Penso que isso seja claro, mas se não fui explicita, fica aqui a minha opinião expressa)
 
11
Out13

É isto e a vistoria diária obrigatória às capas dos jornais e demais imprensa nacional

Fátima Bento

Juro que já me chateei com o assunto. 

(se não te chateasses ainda, não estavas a escrever sobre o assunto...)

Não, é que já me chateei MESMO, tipo ficar irritada e a verbalizar palavras irrepetíveis neste sítio, a menos que motivadas por força maior.

Agora, honestamente, passa-me ao lado, ou quase - e aqui o quase prende-se-mo o facto de, para aceder aos interiores do blogue ter de passar pela pagina que diz no canto superior direito 'os meus blogues'; aí não me passa ao lado, mas à frente.

E é aí que eu fico a saber as últimas da blogosfera nacional: a ultima opinião do arrumadinho, a última sugestão/opinião do close-up, a última opinião política do lóbi do chá, a última je ne sais quoi da máquina da preguiça... bom, podia continuar por aqui fora, mas foram estas que me ocorreram - deixei de fora a Pipoca mais doce e a Pipoca mais dois, e isso não é justo, qu'isto não se divide uma família.

Se me chateio? Não.

Não porque o meu blogue de há uns tempos a esta parte não merece um destaque [tirando assim um post fabuloso que fiz, por escrito de despedida ao meu pai, mas-o-que-é-que-os-nossos-leitores/cibernautas-têm-a-ver-com-isso, dirão, com toda a propriedade, os senhores do sapo - é que eu também me estou a cagar borrifar para o facto do bebé da outra adormecer com white noise, que acho potencialmente perverso (mas outro dia escrevo sobre isso), e a coisa esteve destacada...enfim]

O meu obvio pouco caso, que me leva a escrever este post prende-se com o facto de que, a menos que escreva um best seller, cague ponha um ovo de ouro, ou o meu filho de três anos (que não tenho) se forme em fisica nuclear suma cum laude

ISTO É, NUNCA

nunca, mas nunca, nunca, nunca

vou ter o meu blogue destacado nesta plataforma.

... et je m'en fous.

Então, Fátima Bento, porque é que te manténs, há 8 anos e meio, fiel à mesma?

Ora aí é que está a prova de que tudo o que disse atrás é mesmo verdade:

É que no que diz respeito aos destaques, retribuo a importância que me merece a sua criativa e rebuscada seleção :

ESTOU-ME NAS TINTAS.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D