Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

14
Dez13

Hoje, A Bloggers Conference, fantástico!

Fátima Bento

Ali ao lado.

Mais abaixo.

Isso, a amarelo esverdeado. 

A Bloggers Conference.

Vêem? E conseguem reparar na data?

Foi hoje. 

Uma manhã e uma tarde fantásticas, com tanta gente gira, interessante... um painel de mão cheia de manhã, dois workshops fantásticos de tarde. 

Voltarei ao assunto depois, quando tiver umas imagens para aqui colocar. Por ora, e desde já com um pedido de desculpas à Clênia por roubar a foto, aqui fica uma amostra do painel da manhã... 

{- obrigado, Clênia!}

14
Dez13

António

Fátima Bento

De quinta para sexta, as redes sociais foram inundadas por partilha e retweets desta crónica de Lobo Antunes, publicada na Visão da semana passada, 'O último abraço que me dás'. É unânime, toda a gente se rendeu ao génio, que relembra uma das suas obsessões, a sala onde fez quimioterapia, de onde já saíram outras crónicas e hão-de sair mais umas quantas, porque para António, um sorriso não é só um sorriso e uma lágrima não é apenas uma lágrima. Mais, uma frase que deixam cair hoje, ao lado da chávena vazia do café que o António acabou de tomar poderá renascer e ressurgir daqui a uma semana, dois meses ou três anos, com referencia ao espaço temporal em que ele a apanhou, transformada de uma linha de palavras-quase-de-nada, num ovo de Fabergé de prosa.


É assim o António, pega num seixo e constrói uma represa, daquelas que nos tiram a respiração.

12
Dez13

Há dias em que o melhor É MESMO FICAR no quentinho e mandar o resto do mundo dar uma curva.

Fátima Bento

Não! Eu não tinha unhas: aquilo eram mais garras... com umas camadas de gelinho endurecidas por uns quantos banhos de UV no forninho. Rijas, portanto. No entanto a do polegar DIREITO (neste caso, FAZ diferença) tinha-se, vá-selásabercomo, partido. Por isso, eu IA pedir para mas cortarem curtas e assim ficarem por ora (que comigo não há nada que não cresça depressa).

Posto este ponto prévio deixem-me lá seguir para bingo, isto é continuar a narrativa...

Quando a rapariga viu o meu dódói (se não sabem qual, é este aqui), disse 'ai Fátima, isso tem de ir para agua quente e tudo, hoje é complicado, posso limar e quando  isso estiver melhor fazemos o gelinho'. 'Ok, digo-eu-com-a-bola-de-papel-higiénico-que-levei-de-casa-e-apertava-entre-o-polegar-e-o-indicador-para-estancar-a-porra-do-sangue-que-duas-horas-depois-não-queria-parar, mas corta-mas porque esta - e exibo o meu polegar direito - partiu por aqui', indico.

Ok.

Sentamo-nos e começamos pela mão direita, usando aquela guilhotina que usam para cortar as de gel (estas não são tão duras, mas fará algum sentido).

Passamos à esquerda.

[Aqui a vossa amiga foi burra. Devia ter-lhe dado o mindinho e por aí fora, e ela só tinha encarado o sangue por último, mas inverti a ordem, pelo que, tungas]

Começou pela que tinha sangue. Enervou-se. Passou à segunda e...

bem, podia ter sido MUITO pior

Podia ter sido trágico, e ela ter-me decapitado o dedo. Não decapitou: só lhe tirou o escalpe. Dei um ai, a rapariga ficou branca, e eu 'não te rales, só me dói porque é dor reflexa', dei uma gargalhada e espetei o dedo na bola de papel higiénico previamente mencionada. 

Ora a guilhotina corta, como todas as guilhotinas, a direito, pelo que é preciso limar os ângulos. Tudo bem até chegar àquelas duas. O dedinho vitima da minha pessoa lá se aguentou à bronca, mas o escalpado... nem por isso. Tenho a sensação que lhe doía mais a ela que a mim, que só lhe disse: vais ter de arranjar uma lima nova, quando aquela já estava 'saturada' de vermelho. E ás tantas, 'Ò mulher lima a coisa, assim cu'má'ssim vai para o lixo, doer por doer já dói, vai-te a ele'. A desgraçada já estava verde... mas pronto. Depois segui para a cabeleireira para a segunda coisa que ia fazer e pronto. Entre uma e a outra coisa fizemos aqui umas-coisas-assim-à-laia-de-pensos, atafulhadas de... papel higiénico - que cá entre nós nem fez grande coisa, mas se não fosse o papel, eu ainda lá estava (ou numa enfermaria), com o aspeto suspeito que vos mostro:

Não, não me chateei. Não me zanguei. Digo mais, eu não queria estar no lugar dela, deve ser de doidos, uma aflição dos diabos. Eu sei o que sentia, ela só via sangue, e imaginava. É pior.
Enfim
Acabámos, depois do meu cabelo tratado e dois ou três centímetros mais curto, a tomar café. 
Nisto, o meu marido passa por mim e mostra-me o dedo indicador (legenda: vou para o ginásio e não me impermeabilizaste o penso, sim que ele também se cortou, já conto). Eu aponto-lhe os dois, e ele não percebe, e segue para o ginásio. Passa-me um pensamento a correr pela cabeça: olha se eu não tenho as chaves... que complementei com ah, o Tomás está em casa, e chutei para canto.
E voltei.
E descobri que não tinha as chaves (isto quando levo o carro estou descansada, quando não levo, acontece).
E toquei à campainha.
E liguei para o telemóvel do Tomás.
E liguei para o telefone fixo.
E toquei à campaínha, liguei para o telemóvel, liguei para o fixo.

E-toquei-à-campaínha-liguei-para-o-telemóvel-liguei-para-o-fixo. 

Etoqueiàcampaínhaligueiparaotelemóvelligueiparaofixo.

E sentei-me no degrau e actualizei o meu estado no facebook, mandei sms's pouco agradáveis aomeu filho, não desagradáveis ao meu marido, PMs nada educadinhas ao meu filho (sabendo que ele não estava no FB, mas lá tempo para matar tinha eu, e tinha de lhe dar uns tirinhos...) e enrosquei-me sobre mim própria numa bola encostei a cabeça na parede e deixei-me ficar muito xugadinha a ver o que acontecia primeiro: se o meu puto acordava e via que tinha chamadas não atendidas minhas ou se o Vítor chegava do ginásio. 

Neste ínterim, sou resgatada, qual gata vadia, pela minha vizinha: tocam-lhe à campaínha, a filha mais velha vem à escada e "Ó MÃE A FÁTIMA ESTÁ AQUI NA ESCADA!" Aparece a mãe: "Ò mulher porque é que não bateste na minha porta?"

Boa.

Pergunta.

Não lhe sei é responder. Só me ocorre dizer, olha não me ocorreu.

Bom, depois (2 horas depois, ou assim) o meu telefone toca. Um Tomás ensonado pergunta 'Ó mãe, estás aí fora?' ao mesmo tempo que uma chamada, que adivinho do Vítor dá sinal de espera. E eu, vai, abre-me a porta. 
Lá vou para casa, meto-me em frente do aquecedor e ligo o pc.
Chega o Vítor.
Não eu não estava, nem estou chateada. Que se lixe, há que relativizar estas coisas, senão a gente emaluquece. Ai emaluquece, emaluquece...
Agora, ó o ADESPOIS:
EH Pensinhos lindos!!!! Foi o maridinho que fez!!!!

12
Dez13

Querem ficar arrepiadinhos?

Fátima Bento

Eu fiz kebab para o almoço. E ponho o 'recheio' em pão tipo chapata.

E abro o pão com uma faca de serrilha, daquelas próprias-para-pão estão a ver? 

(estou mesmo a ver que já estão a ver o filme...)

Tenho sempre imenso cuidado - quem é que já uso uma faca daquelas para o mesmo fim e ainda não se cortou? - e estava a fazê-lo. 

E a faca escorregou e

zuut

Debaixo da unha do polegar esquerdo.

Água fria, e tudo, e tudo, e nada de estancar o sangue (até agora, um quarto de hora e um monte de papel higiénico depois).

Nada de grave, acontece a toda a gente.

Agora a parte chata:

(espera aí, AGORA, a parte chata? E até aqui era a parte porreira?)

tenho manicura daqui a uma hora, a que não posso faltar porque as unhas estão enormes. E é gelinho. Para começo, mete dissolvente, papel de aluminio e forno. E depois... bem, se a coisa sangrar muito, faço uma normal e-que-se-lixe, quando sarar faço outra vez gelinho.

Gaita.

Gaita, gaita, gaita, gaita.

Eu sou distraída, e naturalmente propensa a acidentes. Com o meu filho em casa as probabilidades duplicam. Com o meu filho e o meu marido em casa... triplicam.

Porra, não podia ter sido ao jantar????

Ahhhhhhhh, que raiva!

11
Dez13

No facebook, de ir às lágrimas...

Fátima Bento

À bocado partilhei no facebook uma foto que trazia a seguinte legenda 'acoplada' por quem a partilhara antes: "EH, burro ladrão!"

Juro que ouvi a frase pelo tom que o meu avô usava quando dizia eh, anda Carriça, enquanto dava uns estalidos com a língua que até hoje não consigo imitar.

Então visualizem lá a coisa:

EH, BURRO LADRÃO!


Ri que nem uma perdida. As lágrimas até escorriam. Ia na rua, de cada vez que me lembrava dava uma sonora gargalhada. Uma hora depois (juro, já tinha passado até mais tempo...) ia no carro a ouvir o Abrunhosa que começa a cantar 'Ai, ai caramba!', e ele diz '...vou de burro ou vou a pé', desato num gargalhanço, que começou no Seixal e acabou aqui à porta. E a contar ao Tomás à bocadinho, tunga, lá voltei às lágrimas.
- É pá, às vezes as piadas caem-nos mesmo, MESMO bem, lol

10
Dez13

Prestes a entrar em 'modo rena de natal 2013 em 3...2...1...

Fátima Bento

Hoje ainda bato no zero mas amanhã... IGNITION!

Daqui a nada, depois do duche e afinzes, vou botar uma cor na fronha, para ficar com um ar mais saudável e nice, e depois começo um périplo: lojas chinesas - sem dramas nem ranhosices de eu-não-ponho-os-pés-nessas, e afins - para comprar 'coisas' para enviar à Sara para a Festa de Natal de Mação; Continente, duas chaleiras, uma para a sogra, outra para o filho e amigos, lá para o 'covil', e mais umas coisas que a sogra pediu, que têm de acabar de ser compradas no Lidl, que há dois ou três produtos que só há mesmo lá. Ainda vou passar na Worten, ver os aquecedores a óleo pequenos, e a maquina da nespresso que vi a €30 para levar na bagagem quando for a Londres, que o expresso lá é os olhos da cara - e sabe que é uma merda, salvo raras e dignas exceções.

E depois, aterro aqui em casa, já depois do sol apagado.

Amanhã começo cedo pelo Almada Fórum... adivinharam, Nespresso, vou às sleeves e ao açucar. Dou um pulo à Fnac - porque cargas de agua é que o valor das últimas compras feitas ainda não se converteu em pontos? Quero os pontos e convertidos em €, que quero duas ou três coisinhas com letras, fáchavor. E logo de seguida, buga provar um dos Starbucks de natal. A seguir almoçar (sim, tenho de despachar isto da parte da manhã) em casa da sogra.

Às 17:15h., estética (tãobom,tãobom,tãobom...)

De resto, arrumações a começar, que isso não é um périplo, são duas maratonas back-to-back. Mas como a partir da tarde de amanhã o gajo grande está de férias, sempre somos dois cá em casa, a ver se a coisa mexe, que eu sozinha, é parada e marcha atrás...

Bem, vou começar. A gente mais logo fala.

Bêjos!

09
Dez13

A Xmas wishlist deste ano

Fátima Bento

... e não é que faltam qualquer coisa como 13 dias para a noite N? Apesar de não ter andado muito virada para pensar no que gostava de receber este natal., a verdade é que está mais ou menos na altura de inspirar alguma alma mais despistada...

Vou por # (não é uma ashtag, é MESMO um cardinal, sim?) ordinais, mas a ordem é, de todo, arbitrária.

#1 - as t-shirts com mensagens carinhosas da Oysho . Não saberia escolher... mas espero que UM FILHO, saiba (escusado será dizer que isto vai ser encaminhado pelo facebook para ele...) As camisas de noite também são fixes para UM MARIDO que gosta de comprar a partir do sofá... só têm de ir aqui ao Centro Comercial ao lado levantar. Fácil mais fácil, não há... 

#2 - os livros. Claro que são OS LIVROS do António (mais, Fátima? ao que respondo, sim, marido, nunca são demais)... para encurtar a lista e facilitar a tarefa, já que pululam 'tais issos' ali na prateleira dedicada ao autor, faltam os três primeiros Livros de Crónicas, o 'Eu hei-de amar uma Pedra' e o 'Que farei quando tudo arde?'. Assim de repente são os que me ocorreram (o Um dia... está na minha lista de a comprar, para emparelhar com os outros dois melhores títulos, 'Não entres tão depressa nessa noite escura' e 'Não é meia noite quem quer', que já tenho). Para contornar o inevitável, vá lá, o novíssimo e aclamadíssimo 'Deixa lá+Más novas' de Edward St Aubyn (e sim, é só UM livro). Dado que os três estão inseridos na campanha leve quatro pague três, pai e filho: podem abrilhantar o ramalhete com o 'Poupe com o Jamie' - sim, marido, Mais um!!!!!!, ao que respondo, pelo menos ficam bem sobre a mesa da sala... :P - nesse caso é o somatório dos dois do António+o do Jamie, e oferecem o do St Aubyn... [yup era só uma ideia, barro à parede a ver se pegava...]

#3 - um GPS, da Península Ibérica (ou um suporte, se o telemóvel do filho vier para a mãe, já que o coisinho tem um). 'Tou a deixar de achar piada a perder-me de cada vez que venho do Dolce Vita para a ponte, e ando por ali à aventura... portanto se arranjarem um que vá de Santarém a Évora, por exemplo, já me chega (ah...ah...ah...ah... - vê lá se te cai um dentinho...)

#4 - os vouchers de estética da Wells são muit'a fixes, pagas dois tratamentos e trazes três. Ainda andei à procura on line, mas aí, só encontrei mesmo alguns com 25% de desconto em cartão... os de que falo (na foto), só na loja...

E falta um, para os cinco que o sapo desafiava. Ui.

#5 - Um euseilá, pode ser? Embrulhadinho, e tudo e tudo, mas com qualquer coisa dentro do embrulho - e não vale armarem-se em espertinhos e porem um papelinho a dizer 'seilá', ok?

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D