Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

03
Jan14

Provavelmente este deveria ter sido o post de dia 1...

Fátima Bento

Todos temos musicas que para nós são emblemáticas. Na língua de Camões, nomeadamente com o nosso sotaque, nada bate o 'E depois do adeus', do Paulo de Carvalho, 'Estrela da Tarde', pelo Carlos do Carmo (por favor!) e o 'Adeus Tristeza' (pelo Fernando Tordo, poramordasanta!). Existem alturas em que estas nos fazem mais sentido, e neste inicio de ano esta faz TODO o sentido, parece um vestido feito à medida...

Por isso, para todos e todas que se revêem nela - acho que todos nos revemos, se seguirmos a letra com atenção até ao fim - aqui fica uma das coisas mais bonitas compostas em português - digo eu, e mais uma vez, que sei eu?

 

Adeus tristeza - Fernando Tordo

 

Na minha vida tive palmas e fracassos 
Fui amargura feita notas e compassos 
Aconteceu-me estar no palco atrás do pano 
Tive a promessa de um contrato por um ano 
A entrevista que era boa, não saiu
E o meu futuro foi aquilo que se viu 

Na minha vida tive beijos e empurrões 
Esqueci a fome num banquete de ilusões 
Não entendi a maior parte dos amores 
Só percebi que alguns deixaram muitas dores 
Fiz as cantigas que afinal ninguém ouviu 
E o meu futuro foi aquilo que se viu 

[Refrão:] 
Adeus tristeza, até depois 
Chamo-te triste por sentir que entre os dois 
Não há mais nada pra fazer ou conversar 
Chegou a hora de acabar 

 

Na minha vida fiz viagens de ida e volta 
Cantei de tudo por ser um cantor à solta 
Devagarinho num couplé pra começar 
Com muita força no refrão que é popular 
Mas outra vez a triste sorte não sorriu 
E o meu futuro foi aquilo que se viu 

[Refrão] 

Na minha vida fui sempre um outro qualquer 
Era tão fácil, bastava apenas escolher 
Escolher-me a mim, pensei que isso era vaidade 
Mas já passou, não sou melhor mas sou verdade 
Não ando cá para sofrer mas para viver 
E o meu futuro há-de ser o que eu quiser 

[Refrão]

02
Jan14

O melhor

Fátima Bento

Ora como nestas coisas eu baralho e torno a dar, fui desencantar este desafio de há umas semanas, e eis o meu contributo.

Em duas vertentes.

Em qualidade:

1. A melhor serie televisiva de 2013 e arredores foi, SEM SOMBRA DE DÚVIDA  'Breaking Bad/Ruptura Total'.Nunca se tinha feito nada assim, e duvido que volte a fazer. E chapeau a quem conseguiu ver as cinco temporadas de uma penada (que os houve), que se alguma serie mereceu tal isso foi esta.

2. Pois. Eram assim umas à volta de, direi eu, cinco da manhã, falha-me provavelmente a memória mas acho que sim, quando, a 25 de fevereiro do ano passado me levantei do sofá aos pulos e aplaudi o Óscar dado a 'Argo' pelo título de filme do ano. Apesar (ou talvez por causa de) das tricas e politiquices por detrás do prémio de melhor realização para que Affleck não fora sequer nomeado, não é agora que me vou contradizer, pois não?

Não, não é.

3. Aqui a porquinha torce o rabito. Não li, mas o tsunami foi tal que atiro com a coisa ao penso que seja justo dizer que o livro do ano tenha sido o desumanização. Ou não. Que sei eu?

4. Torre_da_Marinha-Pragal, mais propriamente Hospital Garcia de Orta, foi, definitivamente 'A' viagem 2013.

5. Post do ano: o mais verdadeiro, o mais duro, o mais doloroso, o mais pungente. ESTE.

 

Agora e porque o coração tem razões que o Camões sabia desconhecer, estes foram

os cinco do coração:

 

1.1 Com a maior das vénias a tudo-tudo-tudo o que disse sobre Breaking Bad, Scandal continua a tirar-me a respiração. E mais não digo, que não vale a pena...

2.1 About time/Dá tempo ao tempo. Porque me encheu o peito de um calor bom, porque me fez chorar que nem uma madalena quando precisava mesmo, mesmo de chorar, e porque o vou ver até que me doam os olhos e deixe de gostar de ver filmes. Prontx.

3.1 Decobri o 'Conhecimento do Inferno', e trinquei os rebuçados que são as crónicas do quinto livro das mesmas. E claro, rendi-me ao mais belo titulo (e pior capa)  que um livro teve, nos últimos anos, 'Não é meia noite quem quer'. Claro, só podia ser Lobo Antunes.

E porque quem manda aqui é o coração o 4º e 5º pontos mantêm-se inalterados.

Pág. 5/5

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D