Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

25
Set09

Arcas e utilização + receitas de bases (parte 1)

Fátima Bento

Nestes tempos que correm, uma excelente maneira de poupar tempo e dinheiro, é investir numa arca congeladora. Se tem espaço, faça o pino, se for preciso, mas compre uma! Abaixo, dois modelos que descobri em  naWorten , meramente a título de exemplo

 

 

 

 
 
Modelo horizontal: Whirlpool AFG 522 C/H PVP 259,00 (Maio/2009)Modelo vertical: FRV140WH Becken PVP 249,00 (Maio/2009)
 
Ora senão, vejamos...
 
Crise não deve ser sinal de má nutrição. E ninguém gosta de passar horas na cozinha. Assim, e para simplificar, digamos que decide tirar um dia do fim de semana para cozinhar. Se fizer em quantidades generosas, até podemos estar a falar de dois por mês...
 
Refogado de tomate (base para inúmeros pratos tradicionais)
 
 
 
 
A comprar:
  • Tomate em lata - o do Minipreço, marca Dia em pedaços, tem uma excelente relação qualidade-preço;
  • Polpa de tomate - aqui não tenho preferências. É ver na prateleira qual tem o  preço mais baixo (só não gosto da de marca do Continente) ;
  • Cebola - uso congelada em cubos, Continente ou Pingo Doce, ou às rodelas, Du Jardin; Cebolas frescas, para quem tem tempo, paciência e não fica com cara de besugo depois de as cortar, ficará, talvez, um pouco mais económico.
  • Alho - aqui, eu gasto demais: compro a pasta de alho da Margão - mas no Pingo Doce o frasquinho custa menos 1 euro que no Continente... Também uso alho "à séria", ou massa de alho - neste último caso, corto-me na quantidade de sal;
  • eventualmente, louro;
  • Azeite.
E aqui começa a nossa pequena odisseia:
 
Numa quantidade respeitável, e num tacho de tamanho equivalente, salteamos a cebola no azeite (dois sacos de cebola picada) juntamente com três ou quatro colheres de massa de alho ou 5 ou seis dentes de alho picados na 1,2,3 - pode ser mais, consoante se goste mais ou menos de alho. Depois da cebola ficar translúcida, juntamos duas latas de tomate em cubos, e uma garrafa pequena de polpa. Deixamos apurar, e posteriormente, arrefecer. Distribuímos por caixas tipo tupperware, e arca com elas.
 
Ou seja, ficamos, pelas minhas contas, assim de cabeça, com  4 caixinhas, podendo cada uma ser usada numa refeição para quatro pessoas.
 
Mais:
 
 
Base para sopa
 
 A comprar:
  • Batatas
  • Cenouras (eu compro congeladas, do Continente ou Pingo Doce);
  • Courgettes, para que as prefere às batatas... ou para quem gosta de utilizar ambas as coisas;
  • Abóbora;
  • Nabo;
  • alho francês - descobri que além de mais prático não é mais caro, o congelado do continente.
Corta-se tudo em pedaços pequenos, cobre-se com àgua e leva-se ao lume até estar bem cozido. Passamos com a varinha mágica, dividimos por caixas, deixamos arrefecer  e congelamos.
 
-atenção, podemos variar os legumes, ou combiná-los, não os colocando todos juntos...
 
 
 
 
Variantes:
 
Base para pimentada:
 
Juntamos ao refogado de tomate tiras fininhas de pimento verde, vermelho e/ou amarelo, a gosto. Deixamos apurar, e como antes, arrefecer e congelamos.
 
Para quem faz bolognesa ou chilli:
 
Comprar carne picada e salteá-la sem tempero, e não demasiado tempo. deixar arrefecer e congelar.
 
Quando chegar a altura de confecionar a refeição, retiram-se as bases, deixam-se descongelar à temperatura ambiente, e metade está feito.
 
Quanto ao resto, prometo dar as receitas de
  • feijoada de legumes
  • chilli
  • bolognesa
  • almondegas de pimentada
  • bifinhos de cebolada
  • as minhas sopas.
Só mais uma coisa no que diz respeito aos legumes para sopa:
 
 
 
Quem gosta de comprar aquelas saquetas de misturas de legumes pré-preparados para sopa, e não gosta de ir muitas vezes ao supermercado, pode deitar o conteúdo de cada um dos sacos numa panela, cobrindo com àgua (pouca, só mesmo para cobrir), e levar a levantar fervura durante dois a três minutos. Depois de arrefecer, verte os legumes e a àgua da fervura para uma caixa por cada saco. Congela.
 
Bom, voltarei muito em breve com as receitas prometidas. Até lá.
 
(escrito no dia 12 de Maio deste ano, no meu blogue "A Dona de casa no País das Palavras")  
 
B'jinhos,
 
Fátima

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D