Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

08
Jan10

Isto aqui em casa vai liiiindo, vai!!!

Fátima Bento

Trazer a Pequenina (ela chama-se Audrey, mas só responde quando eu lhe chamo Pequenina) para casa, foi a parte fácil... dar-lhe banho foi fácil... levá-la três (ou foram quatro?) vezes à vetirinária, só do€u da primeira vez... Agora o Circo que para aqui vai, é que está a dar-me cabo dos poucos neurónios que ainda vão funcionando...

 

Então a coisa é assim:

 

Eu estraguei, conscientemente, a Mia com mimos. Até os meus filhos tinham ciúmes dela (também, não percebem nada... ter ciúmes de uma gata é uma coisa parva, canudo...), e era suposto ela não dividir o trono com ninguém. Nunca pensei em voltar a adoptar, pelo menos enquanto a Blimunda fosse viva.

 

Até que a Pequenina nos adoptou. E está bem e recomenda-se, é razoávelmente feliz cá em casa (hoje está triste).

 

(de tarde, a apanhar soliinho. a mia estava do outro lado da porta, de modos que a Pequenina teve de se contentar em ficar no cantinho...)

 

O razoávelmente, deve-se às outras duas, que não vão à bola com a pequenina. A Blimunda, desde que não invadam o espaço dela - assim tipo 1m2 -, tudo bem. Na hora da papa, nem se importa de dividir o comedouro de duas divisórias com a Pequenina (quanto mais não seja porque não o consegue dividir com a Mia, já que esta lhe morde a ponta das orelhas quando ela mergulha o focinho no comedouro. E resulta! A Blimunda afasta-se e fica sentada no meio da cozinha à espera que a outra acabe. De modos que a Pequenina até é boa companhia).

 

 (foto tirada há minutos, com a Blimunda encostada ao aquecedor)

 

Já a Mia, é um atrofio. Ela  ronsna de cada vez que vê a pequenina atira-se à criaturinha sem mais nem ontem, e lá anda aqui a avó a "salvar" a Pequenina (a sério, ontem a Mia apanhou-a de costas, à traição, ela estava a brincar com os pompons e nem a viu... ficou toda tufada e paralisada, numa posição de camarão cozido, à volta da perna da tábua de engomar... até deu dó! Levantei-me, agarrei-a, encostei-a a mim e juro, o bichinho mal respirava! Só passados cerca de dez minutos é que deu um suspiro e se aninhou! 'Tadinha!)

 

 (ao colinho do dono, mesmo agora, com cara de estabanada que é obra...)

 

E depois há o outro lado... é que eu gosto mesmo da "terrível" Mia. A sério, é uma coisa que não dá para explicar. Era uma peste-tão-peste quando a adoptei, que levei dois-anos-dois até que ela viesse para o colo, e me deixasse pegá-la por períodos curtos... ainda hoje não se entendo muito bem com 'a treta do ronron', que volta e meia faz, mas fica toda atarantada a tentar perceber de onde vem o som ...

 

Esta noite, eramos cinco no meu quarto, mais própriamente na minha cama. A Mia costuma dormir dentro da cama, mas esta noite não teve hipótese: fui pôr a Pequenina ao pé da "mãe", mas ela saíu disparada atrás de mim, e atracou-se ao meu pescoço. Dormiu assim a noite toda - volta e meia esticava-se e deitava a cabecita em cima da minha orelha... a Mia, ainda esteve debaixo das cobertas, mas estava inquieta, e acabou em cima do edredão, ao colo do dono. E a Blimunda aninhou-se nas minhas pernas, e já está.

 

Custou-me a adormecer com uma coisinha em cima da orelha, mas até gostei =o)

 

De manhã quando acordou, olhou para mim e pôs-se a ronronar em dolby sourround...

 

Mas eu estou realmente atarantada com a Mia, que a criatura é um perigo, a sério. E depois o pior é que  Pequenina quer muito ser amiga dela, vai atrás e... tunga, toma-lá-que-já-almoçaste!

 

Chiça!

 

(esta é para guardar... às vezes a gente surpreende-se, mas foi mesmo só desta vez!)

 

'Tá mais que visto, vou ter de começar a levar (outra vez) a pequenina comigo quando saio durante mais tempo, tipo a casa da sogra ao fim de semana... uma pessoa não fica descansada, caramba!

 

(uínda, uínda de morrer)

 

Alguém tem truques? É que aqui a "avó" já não sabe o que fazer!

 

B'jinhos,

 

Fátima

 

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D