Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

27
Abr10

Para quem quer saber como está a Piccolina...

Fátima Bento

... digo já: está bem e recomenda-se, o terror da casa.

 

 

É a raínha cá do sítio. Rouba o lugar ás maiores, e é com-ple-ta-men-te estabanada. Ontem, estava eu a arrumar as compras do supermercado, e tinha vindo ao corredor buscar um pack de garrafas de água. Eis senão quando passa por mim, à velocidade da luz, uma saco plástico a correr. Zut! E continua a gostar de atirar tudo ao chão, mas uma coisa de cada vez, e fica a olhar para o objecto dois ou três segundos antes de atirar o seguinte. Anda tudo em polvorosa com sua excelência, e nós temos umas mãos de meter dó... todas marcadas dos dentinhos da criança. E desta não somos "pais", somos nítidamente "avós": deixamo-la fazer tudo!

 

Mas a unidade instalou-se, a Mia voltou a ser o mimalho que era (se calhar até mais) e a pedir festinhas e colinho, a Blimunda deixou de passar os dias no meu quarto sobre a minha cama, e agora dorme as tardes aqui no sofá - e já exige colo (sim, que quem vai fazer 17 anos e tem a sua fisionomia, não pede, exige). Claro que quando a Piccolina "tem a bateria toda carregada", não as deixa em paz, mas agora já lhe dão desconto... o lado B da coisa é que aparecem xi-xis e cócós em lugares estranhos... enfim, fazer o quê? Limpar, pois então!

 

Mas a criaturinha "enche uma casa" e não há grandes hipóteses de ficarmos tristes com ela por perto; mas se estamos tristes, ela "murcha"...

 

 

E é assim: brinca, brinca, brinca, e depois BUM, cai para o lado. Acima, ontem ao colo do Tomás. Abaixo, mesmo agora: brincou com a passadeira que tenho junto ao sofá, para evitar o desgaste do chão com os nossos sapatos, enrolou-a numa bola e... voilá!

 

 

Um promenor: continua com o olhinho vazio, vermelho vivo por dentro, mas não vai ser operada: não tem tido corrimento ocular, há já bastante tempo, e como ela "usa" as duas pálpebras como se tivesse olhinho - pisca, abre-as quando acorda, fecha-as quando adormece... - seria estranho habituar-se a ficar com a palpebra imóvel. E então, a lindona vai ficar assim.

 

Para quem já não se lembra do estado em que a adoptei, podem ir aqui (quando ainda era Audrey) e aqui ler/ver... e aqui podem ver fotos das três

 

Fátima

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D