Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

29
Dez10

De coitadismos e ademais epítetos que nos deveriam fazer corar de vergonha...

Fátima Bento

Estamos tão, tão pertinho de 2011... que acho que devia, como penso que toda a gente andará a fazer - o cúmulo do snobismo na blogosfera, é não ler os blogues alheios, e consequentemente conjugar o verbo supor... mas eu juro que não tenho mesmo tido tempo, e com o marido de férias a dividirmos o pc, não tenho conseguido fazer grande coisa por aqui... - estar a escrever sobre o melhor e o pior de 2010 e os desejos para 2011, certo? Blergh.

 

Não me apetece.

 

Não é que 2010 tenha sido um mau ano para mim. Não foi de todo, foi um ano de crescimento e de mudança em muita coisa, que penso se consolidará no próximo ano. Teve momentos terríveis, e momentos pacíficos. Também teve os seus laivos de felicidade, toques de cor numa imagem a preto e branco, sol a descobrir num dia cinzento e carregado (tá-m'a dar p'á poesia). Mas terá acontecido o mesmo a quase toda a gente, a uns mais, a outros menos, a uns mais amarelo, a outros mais laranja, mas, se tivermos capacidade para analisar os últimos 12 meses a frio vemos que todos crescemos, todos passámos por momentos muito maus, por momentos bons, e todos tivemos os nossos toques de cor em dias a preto-e-branco.

 

E desenganem-se se pensam que 2011 vai ser melhor. E será pior tão só e apenas se o deixarmos.

 

 

Já sabemos que vamos ser espremidos que nem laranjas até desfazer a casca. Sim, e daí? Vamos andar sem tusto. Pois. Vai haver fome. Já há fome. E nós, os que conseguimos comprar um pacote de esparguete de marca, se passa-se-mos a comprar dois de marca branca, e entregassemos um a quem sabemos que precisa? E se cortassemos nos cafézinhos, pusessemos o valor num pote, e usássemos para aquelas pequenas coisas que nos fazem felizes? Idem (mesmo muito, muito idem) para o tabaco. Reduzam, pessoal, reduzam!

 

Não estou para aqui a pregar cidadania, mas só a dizer que andamos todos de mãos na cabeça a gemer com a crise que aí vem...

 

Nós.

 

Os que acabámos de gastar mais 100 MILHÕES DE EUROS este Natal que no ano passado.

 

Pois.

 

Por isso não vou dizer que o primeiro-ministro, o ministro das finanças, e restante cambada, mais o c@r€£&%$# que os f"/$% são uns filhos da p$&@, como todos já sabemos.

 

Vou dizer que somos todos uns lunáticos que andamos a brincar ao faz-de-conta-que-a-crise-não-é-comigo. O despertar vai ser amargo.

 

Mas não nos esqueçamos dos que ainda têm menos de que nós.

 

Por aqui me fico. Com estômago às voltas.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D