Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

30
Mar05

Voltando ao "referendem-se uns aos outros"...

Fátima Bento

Eu e os comentários, e as respostas aos comentários... ontem à noite comecei uma resposta a um, e acabei por desistir, que quando mais dizia mais queria dizer, e quando é assim, mais vale logo fazer um artigo. Salvei o que já tinha escrito em Word e guardei para hoje. Versa a minha presunção de "culpa"(ou não) dos médicos que me (não) assistiram no hospital e a sensação de transparência que me acompanhou enquanto estive internada. Aparentemente, só faltou darem-se ao trabalho de ler a ficha... porque:

A partir do momento em que pensei na eventualidade de estar grávida, fiz a BetaHCG, e fui a correr ao médico. Assim que comecei a perder sangue fui a correr ao médico... e assim que a quantidade de sangue perdido aumentou, fui a correr ao hospital... onde voltei sempre que me chamaram. Supostamente, a minha ficha deveria ter isso tudo escrito, se se dessem a o trabalho de a ler. Além disso, eu falo, se me fizerem perguntas, eu respondo. Estive todo o tempo no hospital sem falar com ninguém, a não ser com uma ou outra enfermeira que entrava no quarto... para além, e àparte, de tudo isso, eu não compreendo que uma pessoa que é internada numa urgencia obstétrica por um aborto espontâneo ( ou não, mas até prova em contrário a Constituição prtuguesa dá presunção de inocência) DEVERIA FALAR COM UM PSICÓLOGO. Não me quero perder em pormenores nem em detalhes, mas o que passei naquelas 21 horas em que sabia que me iam retirar o segundo feto, em que tive de encarar que a Pilar e/ou o Martim já não iam nascer é, no seu grosso, inarrável, de tal modo, que imaginei que não era eu. Projectei-me e protegi-me dentro de uma "bolha" fora do tempo e do espaço. E essa bolha manteve-se durante tempo demais, porque depois de criada é dificil desfazer o efeito de protecção... e ao proteger do que dói, também protege do que não dói. Andei semanas, meses, a pairar num limbo aparvalhado, em que andava anestesiada, e que depois foi reforçado pelos anti-depressivos e ansiolíticos que me prenderam ao dia a dia de que não me pude demitir. Acho que só saí desse limbo e desse "estar-sem-estar" agora à um mês, quando tive o meu últimao colapso ( podem ler os textos do meu lado lunar pela minha eterónima em

 www.meumbigo.blogs.sapo.pt ). È incrivel, e até a mim me custa a crer, que já lá vão quase 2 anos. E depois houve uma imensa bola de neve que partiu daí, e deque foi dificil de controlar o crescimento.

Mas enfim, já lá vai.

Agora, para terminar, e para quem acha que deve ou tem que fazer juízos de valor, o minimo é a fazer é pesquisar todos os elementos ao seu alcance. O que eu de facto sei è que naquelas 21 horas, apanhei pelo menos dois turnos, e NINGUÈM se deu ao trabalho de ler a minha ficha completa. NINGUÉM me perguntou como é que eu ME sentia. E se não fosse o chefe, "ainda" lá estava...

Não tenho razão?

Angel

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D