Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

28
Jan12

A felicidade das coisas simples

Fátima Bento

Hoje acordei cedo: preciso das minhas 8 horas de 'sono de beleza', mas como estou em processo de desmame do zolpidem (i.e, já não o estou a tomar, tendo sido substituído pelo diazepam em doses mais elevadas que têm estado a ser diminuídas gradualmente), tenho adormecido mais tarde, depois de virar umas paginas de um dos 'N' livros que esperam pacientemente a sua vez.

Levantei-me, tomei o pequeno almoço com o marido, ele foi para o ginásio, e eu ao hipermercado, aproveitar a promoção dos -50% da Vichy (só até amanhã), e trazer mais meia dúzia de itens de que precisava. E depois fui tomar a minha dose de vitamina D, um café na baía, antes de voltar para casa.

Eram duas horas, give or take, e eu estava com uma soneira 'à séria', ao que sol na moleirinha e resultante estado zen que tal isso me provoca não terá sido alheio.

E vi daí, fui fazer uma sesta 'de uma hora', como disse ao Vítor. Li um capitulo do livro, e lá me enrosquei toda para chamar o Morfeu e a Piccolina, que aguardava que eu desligasse o candeeiro para se vir aninhar e 'dormir com a avózinha'.

Passado um bocado, abro um oho e vejo a Mia a 15 cm do meu rosto com um olhar implorante: levantei o lençol, ela passou para dentro e enroscou-se no meu colo. E ficámos assim:

(calma lá com as críticas, esta gaita foi feita no paint, que a mesa digitalizadora está p'ó quarto-que-está-prestes-a-passar-a-escritório, e quem não tem cão caça com gato - literalmente, eheheh)
Ora nada de realmente novo, não fora o facto de que acordei às 17:40h (uma hora, não era????), e quando levei a mão ao interruptor do candeeiro da mesa de cabeceira, esperei a reação que se repete todas as manhãs: toque de alvorada, off we all go out of bed.
Uh, uh.
É que é já a seguir.
A Piccolina sentou-se e olhou para mim com o ar com que a Evita canta o 'Don't cry for me Argentina', e instalou-se mais acima, sobre a minha coxa. A Mia espreguiçou-se e encostou as mãozinhas ao meu ombro esquerdo. Fiz uma semi rotação do tronco e, com o braço direito de fora, vai de fazer festinhas a uma Piccolina ronronante. Ok, levei 20 minutos a ganhar coragem para informar em voz alta: ok, crianças, a avózinha tem de ir fazer xixi (é assim tipo código). A Mia apressou-se a sair debaixo do edredão e a Piccolina espreguiçou-se. Mais uns miminhos e beijinhos, e off we went.
Soube-me pela vida.
Dormi que nem uma pedra, numa nuvem de energias muito positivas e muita ternura.
Que bom, que bom, que bom....!

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D