Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

19
Abr12

Ai Fátima, Fátima...

Fátima Bento

E diz o Vítor: só mesmo tu para te rires dos teus disparates...

E ó se ri, e continuo a rir cada vez que me lembro. A ver se consigo contar com realismo...

Primeiro, para contextualizar, tenho bócio interior, pelo que a garganta é um nadinha mais estreita. Adiante.

 

Deitada, luz apagada, marido que já vê o Morfeu de braços abertos, diz ela: é pá, esqueci-me de tomar os comprimidos, e zás, acende a luz.

O Morfeu esconde-se e o marido resmunga.

Ela senta-se na cama, pega na caixa dispensadora, e na garrafa de água. Zuca, atira comprimidos para dentro da boca e bebe três ou quatro golões de água. Quando tira o gargalo da boca repara que um ficou preso. Tosse, nada. Bebe mais água. Continua a testar a coisa, e o piqueno (sim porque era um dos piquenos...), não mexe. Argh, que já o sentia dentro dos ouvidos*.

Em desespero de causa, e porque é uma gaja corajosa, "inteligente", e tudo, e tudo, bota o indicador direito goela abaixo, ai se te pego, e tal.

E vai explorando p'ós lados, mais acima, mais abaixo... como não há maneira de encontrar o malvado do comprimido, tira do dedo da boca. 

"o pah qu'a mer...

ó Gregório!!!!!!!"

É que a gaja nem o pressentiu vir. Ele foi cama, ele foi pernas, e ela indignadíssima:

oh pá, oh pá, só me acontecem coisa más, porr@!

E ele: então enfiaste o dedo na garganta estavas à espera de quê? E ela,

Não, não era suposto, canudo, não era suposto!,

enquanto limpava cama, pernas e arredores com as tolhas turcas que estavam à mão (mas não sem antes verificar se tinha saído alguma coisa que se parecesse com um, ou mais comprimidos. Negativo, e ainda bem). Que disparate, não era suposto!

Escusado será dizer que o Morfeu nesta altura do campeonato já tinha dado de frosques, e quando anunciou ao marido tenho de mudar o lençol de cima, o gajo entrou em desespero - oh pah, já devia estar a dormir! Temos pena. EU mudo o lençol, deixa-te estar! E ele deixou. Lá mudou o lençol, recolocou o edredão no sítio, e deitou-se.

Começa a segunda fase. Ataque de riso atrás de ataque de riso, entrecortado de pensamentos em voz alta: estão EU decido enfiar  dedo na garganta, e achava que não ia acontecer NADA em resposta a tal isso? Que parvoíce! E ainda por cima toda indignada! E vai de rir.

O marido oscilava entre atirar-me pela janela, mandar-me dormir com o cão (que não temos), e um pensamento tipo 'esta gaja é um espetáculo, ainda se consegue rir desta porcaria' (digo eu). Ora , como hoje estou bem disposta vou acreditar que ganhou o último pensamento.

Isto foi na noite de terça. Ontem quando me deitei voltei a ter um ataque de riso. 

Há coisas que só comigo. mas lá que valeu a pena, valeu. Não é todos os dias que enchemos a barriga de rir, e dizem que faz bem a saúde, e tudo e tudo.

Mas para a próxima, das duas uma:

1 - não enfio o dedo na garganta, ou

2 - tenho um balde à mão, se decidir repetir a façanha...

 

* quem nunca sentiu uma merd@ presa na goela, e de reflexo, uma impressão do camandro, tipo lagarta das couves a passear-se pelo canal auditivo, e diz 'a gaja é com-ple-ta-mente maluca', sem esboçar um sorriso, pode mudar de página.

'brigados.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D