Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso

06
Nov13

Razões da minha relação amor/ódio com os Bimby/Yummi/Cuisine Companion (da Moulinex, mesmo aí a rebentar)

Fátima Bento

Sou uma dona de casa de cocó. Já toda a gente sabe e quem não sabe fica a saber. Despistada. Desorganizada. E tudo, tudo, tudo o que quiserem juntar. Sou eu.

Por isso seria de esperar que fosse louca por uma coisa destas, não? Eu não gosto de lhes chamar robots de cozinha - isso é o que eu comprei este mês, e que corta, rala, bate, mistura, amassa, tritura, etc. Já estas 'coisas' são assim sec XXI até à medula, e eu já tinha um robot multifunções há 20 anos quando casei - não era tão rápido nem tão perfeitinho como este que comprei agora, mas até era Philips na mesma.

Estas maravilhas que é descascar-o-que-for-de-descascar, atirar lá para dentro pela ordem certa e ir carregando nos botões, deixam-me numa ambivalência desmedida.

Já passei pela fase de babar pela Bimby. E NUNCA ASSISTI A NENHUMA DEMONSTRAÇÃO, fujo de tal isso como o diabo da cruz (não me metralhem com 'ofertas' da dita demonstração, que se eu comprasse alguma agora, optava por gastar menos €600, ok?). É pá, a ideia de click, click, click, poder despistar-me à vontade sem estragar (pegar/queimar) nada, e trrrim, À TABLE!!!!!, é uma tentação do caraças.

Mas.

É pá, toda a gente sabe que eu gosto de ler. MUITO. E pronto, de escrever, certo. BUÉ. E de cinema, que me pelo por um filme, e então se for bom, senhores, ando a pairar durante um (bom) tempinho. Saberão menos que não passo sem musica, e que sou super eclética, embora repetitiva no dia a dia - faço as minhas listas, ponho em repeat, e cá vai disto, horas seguidas. Com voz, gosto muito do jazz do Collum, da Krall, gosto do Rat Pack , dos crooners como o Harry Connnick Junior, por quem tenho um respeito extra, do Bublé, e até do Robbie Williams, na fase 'Swing When You're Winning'. Aliás, gosto do Williams das fases todas e tenho o concerto de Knebworth como uma das coisas mais fabulosas feitas por um gajo em palco sózinho até hoje. Sem aqueles extras todos das Madonnas e Gaga's, adereços e bailarinos, um gajo, um palco e alguns bailarinos de apoio, tudo muito be-á-bá, muito fantabulástico. {Esse concerto e os primeiros dez minutos do filme 'Operação Swordfish', é pá, um dia destes hei-de falar sobre isso...!}

Mas hoje estou a falar sobre Faz-Tudos de cozinha.

Mas ainda falando da minha mais discreta e pouco divulgada face de amor à musica, ouço Bach pela vida, Beethoven porque sim, e ás vezes, Tchaikovsky porque me faz bem à alma (a valsa da Bela Adormecida ou a abertura de Romeu e Julieta, quem resiste?). Comovo-me com o 'Coro dos escravos' do Nabucco de Verdi, arrepio-me com a 'Carmina Burana' do Orff, extazio-me como 'Bolero' do Ravel. E amo Rodrigo Leão, e Hanz Zimmer, mais Michael Nyman...

Na cozinha, que é do que falamos aqui, gosto dos saltinhos do Gordon Ramsey, de vestir a jaqueta en poil em todos os programas, e da forma como cozinha. Gosto da voluptuosidade da Nigella Lawson, por oposição ao fantástico Nigel Slater, com cujos programas me derreto. E claro, gosto do mediático, popstar, energético, bombástico, Jamie Oliver. Não há volta a dar: vê-lo cozinhar dá-me comichão nas mãos, vontade de ir à despensa e correr para a cozinha. 

E ponho, sem qualquer hesitação, Literatura, Cinema, Musica e Gastronomia na mesma prateleira: cozinha É cultura.

Por isso, digam-me: onde fica o engenho, entre cada click, ou mesmo antes do primeiro? Onde fica a arte, o coração a alma? A, arrisco, paixão [até eu, que me descabelo na decisão do-que-fazer-para-jantar, na chatice dos tachos e panelas, da atenção requerida enquanto-o-mundo-passa-lá-fora-e-não-espera-por-mim (a sensação estupida com que fico sempre), às vezes cozinho com e por paixão]. Onde fica a obra? No empratamento, que saído do faz-tudo mais não é de que colorir sem passar a linha?

Não, não garanto que um dia não me venha a render a um faz-tudo.

Mas nesse dia perde-se um bocadinho de mim - em criatividade e qualidade.

E sim, é esse o meu 'dilema'.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D