Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Seg | 30.12.13

O-calendário-de-que-se-fala ou a hipocrisia que agora e sempre nos rege e regeu...

Fátima Bento

Ok. 

A Cáritas recusou as receitas que lhes seriam dirigidas por uma parte da receita obtida com a venda dos calendários dos bombeiros de Setúbal.

Está bem.

Porquê, pergunto eu?

Parece que tem a ver com um certo puritanismo, ou assim, o não querer dinheiro ligado à 'exploração' da sexualidade intrínseca nas fotos dos senhores que posaram para o calendério-de-que-se-fala.

Diz que sim, que estas coisas de misturar sexo e religião não é bem vista.

Diz que sim, que na religião, neste caso preciso católica, os fieis só têm relações para procriar, com as luzes apagadas, o mais vestidos possíveis sendo que os homens mantém as calças e respetivos trusses (é assim que se escreve?) a meia aste, e as senhoras se limitam a levantar a camisa de noite por forma a facilitar a entrada da semente que, esperançosamente, dará fruto daí a nove meses para se não terem de submeter à repetição de tal ato ignominioso.

Diz que sim, que não existe qualquer pingo de verdade no envolvimento entre padres e freiras ao longo dos últimos séculos, nem existe pedofilia não ser nas mentes porcas e difamatórias dos iníquos inimigos da Santa Madre Igreja.

Pois que diz que sim.

O que quer dizer que esta noticia é falsa:

ou clique na foto para ler a noticia)
Quanto à Cáritas portuguesa: para o próximo peditório podem contar com a minha moeda... a permanecer dentro do porta-moedas. Hipócritas de merda...

1 comentário

Comentar post