Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

Diário de uma "dona de casa" 2.0

... à beira de um colapso

16
Out07

Parabéns amor!

Fátima Bento
Há precisamente 14 anos o Vítor estava a levar a (primeira das, ehheheh) maior seca da vida dele. À porta do registo civil do Seixal, viu entrar três noivas, e nenhuma era a dele. Já lhe diziam para escolher outra, e, lá no fundo, mesmo no fundinho, devia ter aquele frio na barriga “será que vem?”.

 

 

Bem, obviamente, veio. Com uma hora de atraso, mas veio.

 

E ainda me lembro do juramento:

 

“Eu, Rosa de Fátima* (…) aceito-te Vítor (…) como meu legítimo marido prometendo amar-te e respeitar-te todos dias da minha vida”.

 

E os anos passaram inevitavelmente com altos e baixos, com momentos de paixão assolapada e amor aos molhos, e de raiva e ódio cerrado (o que vale é que quando dava, dava com força, mas passava depressa…). Com gargalhadas, lágrimas, problemas com dinheiro, com filhos, um com o outro, o outro com o um…

 

… e cá estamos, 14 anos depois, arrisco com toda a certeza, mais apaixonados agora que quando entrámos na Conservatória do Registo Civil, a 16 de Outubro de 1993.

 

Por isso (e aviso já todos os quem me estejam a ler, que não tenho jeito para isto), quero dizer aqui umas coisas à minha “ametade”.

 

*     Obrigado.

- Pelos 14 anos de montanha russa que fizemos no mesmo carrinho.

- Pela paciência com todas as minhas idiossincrasias (e são tantas), e por teres sempre tentado compreender o que tantas vezes era incompreensível…

- Pelas noites mal dormidas quando eu tinha crises existenciais à uma da manhã, e me sentava no cantinho da porta fechada, toda enrolada, a testa encostada nos joelhos, lavada em lágrimas;

- Por teres tentado sempre ajudar da maneira que podias, e com toda a vontade do mundo;

- Por seres o meu apoio nos momentos mais difíceis;

- Por celebrares comigo as minhas vitórias;

- Por seres o super-marido que qualquer uma pagava para ter;

- Por seres um pai com P maiúsculo;

- Por seres tu;

- Por me amares…

 

COMO EU TE AMO.

 

Obrigado por existires.

 

Fátima

 

P.S.: 14 anos = 168 meses = 728 semanas = 5113 dias = 122 712 horas = 7 362 720 minutos = 441 763 200 segundos. Que venha o dobro, que nós “estamos aí!”

 

 *juro que é MESMO o meu nome, yuck!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Follow on Bloglovin

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D