Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma dona de casa 2.0

... à beira de um colapso



Segunda-feira, 03.02.14

Michael Bublé Day { Domingo, dia mágico } parte 1/2

Ok, ok, ok, ok...

Ontem, um nadinha antes da meia noite já eu estava agarrada aqui ao teclas, mais propriamente no Facebook, a postar uma foto do concerto. E uma hora depois, instagramava outra.

Impossível era escrever sobre o assunto aqui... cheguei a casa com os olhos cheios de estrelas, e o Tico e o Teco estavam ainda em êxtase, decidi dormir sobre a experiência e guardar para escrever sobre o concerto hoje.

Contado como se fosse uma história: eu e o marido fomos para o Parque das Nações cedo, mas como estava um ventinho fresco, e solinho qu'é bom, só se andássemos a correr atrás dele, acabámos dentro do Vasco da Gama a comer gelados, para começo de conversa.

[na varanda, melher? Ná! Mudámos de ideia em dois tempos (acho que foi mais um e meio, mesmo...)]
Demos umas voltas, com umas paragens para conversar, e pouco depois das seis já procurávamos local para jantar, que o concerto estava agendado para as 20:00h
(... yá, pensei eu e pensam vocês, oito da noite! Com os atrasos do costume estás com sorte se começar antes das dez...),
e queríamos entrar no Pavilhão por volta das 19:00h, ou pouco depois disso
(sim, eu sei, a minha costela masoquista em acção, pensais vós...)
E pronto, passavam uns bons minutos das sete quando passávamos o último 'controlo' dos bilhetes e éramos brindados com chocolates gentilmente oferecidos pela Meo, por umas meninas desvestidas a rigor. Dirigimo-nos à nossa secção 16, onde o marido fotografou aqui a 'vedette'
Faltavam dez minutos para a hora marcada, e começaram a chamar as pessoas aos seus lugares - esta coisa vai começar a horas!!!!!! pensei eu, aparvalhada.
E começou. 
Saltando já para o P.S. do post seguinte, diverti-me aos mólhinhos
(tive três lugares só para mim - gaija de sorte, parece queforam dos poucos em que quem comprou não compareceu),
cantei o concerto TODO
(mas no fim ainda tinha voz!)
Dancei, ri, gritei, aplaudi, e fotografei. E eu que até pertenço àquela 'escola de pensamento' que defende que através da lente não vês, nem vives o momento, dei graças aos céus pelos telemóveis com câmara, e não perdi nada por isso.
E, numa frase
o concerto foi
pura magia...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Fátima Bento às 07:19


Algo a acrescentar? Força!:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Curioso?

foto do autor


Follow on Bloglovin

Quem procura... geralmente encontra...

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728

No baú, mas sem naftalina (detesto o cheiro)